Pesquisadores desenvolvem software que auto-edita partes irrelevantes de vídeos

Por Redação | 14 de Julho de 2014 às 06h05

Pesquisadores da Universidade Carnegie Mellon, nos Estados Unidos, criaram um algoritmo de vídeo que sabe que seu tempo é valioso. O sistema desenvolvido por Eric Xing e Zhao Bin é capaz de pegar um trecho de um determinado vídeo e automaticamente aparar todas as partes irrelevantes, deixando apenas aquilo que interessa. As informações são do site geek.com.

O LiveLight, como foi batizado o software, funciona através da criação de um dicionário de padrões que tenta identificar mudanças ou algo incomum nas imagens. No vídeo de demonstração utilizado em uma recente conferência, uma criança fica brincando com um iPad por dois minutos. Para o pai, óbvio que cada segundo é precioso, mas não tanto assim para alguém que queira apenas saber do que aquilo se trata. Ao invés de mostrar aos amigos desinteressados todo o clipe de dois minutos, o LiveLight pode cortá-lo e exibir apenas os trechos de maior destaque.

Medir a "regularidade" de um vídeo não serve apenas para fazer conteúdos mais toleráveis dos seus filhos. Essa tecnologia poderia ajudar a polícia a investigar crimes, por exemplo. Se uma câmera de vigilância captura imagens que possam servir de prova para um crime, alguém vai ter o penoso trabalho de assisti-la. Com o LiveLight essa tarefa poderia ser agilizada, já que câmeras de segurança costumam ter horas e horas de imagens vagas e repetitivas.

O ponto negativo do LiveLight é que, em computadores convencionais, seu algoritmo pode levar horas para ser completamente executado, o que a princípio torna inviável sua comercialização. O software requer um supercomputador para rodar adequadamente, portanto, ainda não há previsão de quando a tecnologia possa estar disponível no mercado.

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.