Para evitar problemas, Microsoft opta por remover emoticons ofensivos do Skype

Por Redação | 05 de Maio de 2014 às 14h57
photo_camera Telegraph

Que o Skype possui uma seção destinada especificamente para emoticons, isso todo mundo sabe. Contudo, nem todos sabem que é possível inserí-los manualmente, digitando seu "código". E são esses códigos que escondiam os chamados "emoticons rudes".

Por algum motivo a Microsoft sabia da existência deles, mas os mantinha lá. Agora, tudo acabou e os emoticons foram removidos do software. O motivo é bem mais fácil de se imaginar: nenhuma empresa quer imagens que a associe a palavrões e gestos obscenos em seus produtos. Para garantir o uso do Skype por toda a família, as medidas cabíveis foram tomadas.

Segundo o site One News Page, a mudança ocorreu há algumas semanas. Além do emoticon (finger), que mostrava um dedo do meio, a Microsoft também removeu os emoticons (wtf), (fubar) e (hollest). Este último, inclusive, era uma imagem de pernas femininas andando para lá e para cá, o que não era necessariamente ofensivo, mas sim um easter egg sobre a ex-CEO do Skype Stella Hollest.

O Skype ainda permite que você faça chamadas de vídeo com seus amigos, então, se quiser fazer algum gesto obsceno ou dizer alguma coisa nas entrelinhas, essa opção ainda lhe é concedida.

A Microsoft caminha para um futuro onde todos os seus produtos se interligam de forma que toda a família possa desfrutar deles, seja na sala de estar, jantar, no quarto ou em qualquer outro lugar da casa. É a saída que a empresa encontrou para lucrar ainda mais com seus produtos e vender seu novo console como uma ferramenta de entretenimento definitiva, ao menos por enquanto.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.