Pacote Office pode estar a caminho dos tablets com Android

Por Redação | 04.06.2014 às 13:30
photo_camera PPL Ware

Em 2014, a Microsoft marcou sua chegada aos dispositivos da concorrência lançando, com bastante sucesso, a suíte de aplicativos Office para o iPad. Agora, as versões otimizadas para telas de toque de softwares como Word, Excel e PowerPoint, por exemplo, já teriam chegada marcada nos aparelhos com sistema operacional Android, marcando uma invasão declarada da empresa em uma de suas principais concorrentes do mercado mobile.

E, vale a pena lembrar, nem mesmo o Windows 8 tem ainda uma interface do Office voltada para computadores com telas sensíveis ao toque. Caso a informação da repórter Mary Jo Foley, do ZDNet, seja confirmada, a novidade vai marcar um foco ainda maior da empresa no mercado mobile, algo que combina muito bem com a derrocada do mercado de PCs e uma fuga dos usuários desse segmento para os tablets e smartphones.

Para todos os efeitos, o Office já está disponível no Android por meio de sua versão móvel, baseada na nuvem. Mas o lançamento, agora, aconteceria de forma semelhante ao do iPad, com apps separados para cada uma das aplicações do pacote e um foco direcionado às funcionalidades e usabilidade do sistema.

Para muitos usuários que apostaram no Windows 8 e em equipamentos sensíveis ao toque, a notícia pode parecer uma decepção. Mas do ponto de vista mercadológico, é uma ótima ideia, já que o Android praticamente domina esse mercado, na medida em que, nesse mesmo segmento, o sistema operacional da própria Microsoft ainda patina.

Vale lembrar também que a empresa observou um aumento no número de assinantes do Office 365 após o lançamento da versão para iPad, com clientes do mercado corporativo adotando a opção como padrão tanto em computadores quanto no mundo mobile. Tudo leva a crer que um movimento semelhante – senão ainda maior, devido à popularidade do sistema – deve acontecer agora, no Android.

Por fim, Foley afirma ainda que o desenvolvimento do Office touch para Windows acabou sendo atrasado devido ao foco na plataforma do Google. A repórter especula que essa versão da interface pode acabar chegando junto à versão 9 da plataforma da Microsoft, que seria ainda mais focada nos dispositivos com tela sensível ao toque e apresentaria ainda mais ênfase em aplicativos convergentes, que funcionam tanto no mundo mobile quanto nos computadores.

Oficialmente, o foco da empresa com o desenvolvimento do Windows está em melhorar a utilização por parte dos usuários. Na mesma medida em que trabalha voltada para as interfaces touch screen, ela também foca em trazer o Menu Iniciar de volta e habilitar o funcionamento em janelas para aplicativos voltados para o sistema Metro. É um trabalho em duas frentes focado em atingir o maior número possível de utilizadores e assinantes.

Por enquanto, porém, essa alteração bastante significativa em seus planos não foram anunciadas oficialmente pela companhia.