O que as APIs podem fazer pelo seu SaaS?

Por Colaborador externo | 20 de Junho de 2014 às 12h05
photo_camera scyther5

Foto:scyther5/Shutterstock

Por Kleber Bacili, CEO da Sensedia

Software as a Service (SaaS – software como serviço) é um modelo vencedor de entrega de software. Mas alguns desafios atormentam os provedores SaaS.

Fidelizar os clientes, integrar sua solução, disponível na nuvem, com os demais softwares que rodam em seus clientes e manter um ritmo de inovação constante são exemplos de desafios. Vemos que as APIs (application programming interfaces) vêm se consolidando como uma proposta concreta para essas questões. Separei abaixo cinco razões para provedores SaaS adotarem APIs:

1. Fidelização de clientes

Utilizando APIs, um SaaS é capaz de oferecer integração entre sua solução na nuvem e outros softwares que o cliente possui – que rodam também em nuvem ou em seu próprio data center. Um CRM na nuvem, por exemplo, ao proporcionar conexão via API, permite que os dados de um novo cliente possam ser trazidos para o ERP que, digamos, roda localmente. Ao oferecer esse benefício, o SaaS ganha mais uma oportunidade de fidelizar seu cliente.

É o chamado efeito stickiness. Como o modelo SaaS normalmente não apresenta custos diretos de setup para o cliente (ao contrário da compra de software através de licença, por exemplo), garantir a fidelidade através da integração com outras ferramentas é uma estratégia essencial para maximizar o life-time value dos clientes (valor gerado ao longo do ciclo de vida como cliente).

2. Criação de um ecossistema digital

Ao se conectar via APIs com soluções complementares a sua, o valor percebido pelo cliente não é apenas de uma ferramenta sozinha, mas sim da integração como um todo – criando dessa forma um ecossistema digital conectado.

Tomemos como exemplo o MailChimp, solução para envio de e-mail marketing. Através de sua API, existem hoje dezenas de ferramentas externas que se conectam a ele enviando destinatários e consultando dados das campanhas de marketing. Se sua empresa usar o MailChimp, terá um leque muito maior de opções de outras soluções complementares já integradas “de fábrica”.

3. Estimular a inovação na empresa

Expor APIs é uma maneira de tornar mais prática a possibilidade de inovação aberta. Eventos como hackathons são formas de atrair desenvolvedores para sua empresa e contar com um celeiro de ideias para aprimorar suas interações. A Salesforce, líder em solução SaaS para CRM, realiza encontros anuais de desenvolvedores. Os participantes competem por prêmios e exposição, e a empresa ganha novos aplicativos que utilizam suas APIs.

Além do desenvolvimento de aplicações em cima de APIs, os hackathons também podem ser utilizados para selecionar os melhores profissionais em um processo dinâmico de recrutamento.

4. Modelo inteligente de fazer negócios

Existem diversos modelos de negócio adequados a empresas de SaaS que querem ingressar nessa onda. Existem empresas nas quais os próprios produtos são APIs. Por exemplo, a Twillio, solução de envio de SMSs e a Moip, solução para pagamento online, cujas interações são feitas através de APIs. Esse é o caso simples: API = Receita.

Outro modelo de negócio é aquele em que a API é uma feature exclusiva para assinantes premium. Nesse caso, o acesso à API é um diferencial do serviço.

5. Porta de entrada para o mundo mobile

Expansão de negócios para dispositivos móveis é outro ponto no qual as APIs podem contribuir com seu negócio. Utilizando essa tecnologia, você pode multiplicar seu serviço com muito mais facilidade para plataformas móveis, sem precisar desenvolver um SaaS completo para rodar em cada dispositivo.

As mesmas APIs podem suportar os aplicativos que rodam em smartphones, tablets, TVs, jogos e controles remotos. Só a API da Netflix recebe mais de dois bilhões de chamadas por dia, originadas de mais de 1.000 tipos diferentes de dispositivos.

Ao expor APIs, o mecanismo de segurança do SaaS deve ser robusto, porque haverá muitas aplicações invocando a API e seu software. Um desenvolvedor mal intencionado ou inábil pode construir uma integração equivocada e derrubar seu sistema.

Recentemente, hackers conseguiram vazar mais de 4,6 milhões de dados de usuários do Snapchat, aplicativo de mensagens para iOS e Android. Sem segurança adequada, a interface exposta pela empresa tornou-se vulnerável à ação maliciosa.

Invista em mecanismos de segurança como autenticação e autorização para APIs, além de monitoração e imposição de limites. Com controle e segurança, você se beneficia da inovação propiciada pela tecnologia, e é capaz de saber quem está acessando sua API, de onde e de que modo faz isso.

Se você convenceu-se que expor APIs é o caminho a ser seguido, é importante fazer isso da forma certa.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.