Motorista se envolve em acidente grave por causa de GPS desatualizado

Por Redação | 05 de Abril de 2015 às 15h25

Uma notícia bem peculiar chamou a atenção na última semana. Um motorista se envolveu em um acidente grave nos Estados Unidos após seu carro cair em uma ponte demolida. E a causa da tragédia foi o simples fato de o GPS utilizado por ele estar desatualizado.

Segundo a polícia do estado de Indiana, Iftikhar Hussain seguia as instruções dadas pelo aparelho que o levava em direção a uma rota fechada desde 2009. Ele seguiu com o veículo sem reparar na sinalização que indicava que o caminho estava bloqueado e fez com que o carro despencasse de uma altura de 11 metros, o que resultou na morte de sua esposa, Zohra Hussain.

O motorista foi levado a um hospital da região com alguns ferimentos, mas não corre risco de morrer. Em depoimento às autoridades, ele contou que estava seguindo as ordens do GPS, que indicou o caminho que não era mais usado há quase seis anos. Como Hussain não conhecia o local e estava por perto para visitar familiares, o condutor seguiu em frente.

De acordo com o motorista, o motivo para a desatenção foi que nem ele, nem a mulher haviam reparado nas placas que alertavam sobre o fim da estrada, uma vez que os dois estavam de olho na tela do dispositivo.

Apesar de trágico, o episódio traz duas importantes lições. A primeira sobre atenção, já que muitos motoristas ficam de olho mais em seus aparelhos móveis do que na própria estrada, o que vem aumentando consideravelmente o índice de acidentes. Outro ponto é a necessidade de manter seu GPS atualizado, algo que muitos motoristas ainda veem como algo desnecessário. Se nem mesmo aplicativos como Waze e Google Maps conseguem ser inteiramente confiáveis com mudança de rotas, o que dizer de um aparelho que precisa receber essas informações quase que manualmente?

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.