Microsoft libera CustomScript para máquinas virtuais com Linux

Por Redação | 04 de Setembro de 2014 às 12h55

Plenamente reconhecida nas máquinas virtuais com Windows, a Microsoft libera agora a extensão CustomScript também para Linux. Em um post publicado no site Porta 25, a empresa anuncia o lançamento da nova função que, desde já, pode ser usada em qualquer VM do sistema operacional que seja suportada pela plataforma Azure.

A ideia, aqui, é permitir ainda mais customização das máquinas virtuais, tanto antes quanto depois do provisionamento. Agora, os desenvolvedores e administradores podem trabalhar com a injeção de metadados e scripts em qualquer VM com Linux que funcione com a plataforma de computação na nuvem e realizar diversas ações.

No blog do Azure, a gerente sênior de programação da Microsoft, Ning Kuang, oferece algumas possibilidades que a novidade pode trazer. Entre elas estão o download e execução automáticos de scripts, instalação de extensões antes mesmo do provisionamento, implementação de workload e um suporte maior a extensões escritas em diferentes linguagens Linux.

Além disso, o texto exibe os pré-requisitos para instalação do Custom Script – Microsoft Azure Linux Agent 2.05 ou superior, Azure PowerShell e os scripts a serem rodados –, bem como um passo a passo de como trabalhar com a extensão. Isso inclui linhas de códigos para facilitar a vida dos programadores e melhorar a utilização da arquitetura de computação na nuvem.

O lançamento da extensão para Linux faz parte do projeto Microsoft Openness, que vem para trazer mais versatilidade e poder aos usuários da plataforma Azure. A ideia é permitir que eles possam fazer mais com a arquitetura e tenham uma liberdade maior na programação e administração dos recursos online.

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.