Microsoft lança novos serviços para melhorar flexibilidade do Azure

Publieditorial | 28 de Agosto de 2014 às 12h52

Os times de desenvolvimento do Microsoft Azure anunciaram nesta quarta-feira (27) uma série de mudanças para sua plataforma de cloud computing, voltada para facilitar a vida de quem trabalha com a arquitetura e trazer mais flexibilidade para ela. A ideia dos novos serviços, muitos ainda em estado Beta ou modo de preview público, é garantir o suporte à inovação e aos negócios que apostam nas tecnologias da empresa.

O grande destaque aqui é a prévia pública do Azure DocumentDB, um sistema de documentos e banco de dados como serviço, entregando uma performance maior para as aplicações. A ideia é usar a tecnologia NoSQL de uma forma um pouco diferente, integrando todos os seus benefícios com uma arquitetura de sistemas relacionais, atendendo às demandas dos clientes.

Como se trata de uma tecnologia ainda em fase de desenvolvimento, bugs e problemas podem acabar acontecendo. Todas as informações estão disponíveis nos sites relacionados ao DocumentDB, enquanto a novidade, em si, pode ser acessada a partir do portal de preview do Azure.

Além disso, a Microsoft está integrando um sistema de buscas chamado Azure Search, voltado especificamente para quem trabalha com grandes volumes de dados. Buscar informações nesse imenso labirinto nunca é fácil e, com a novidade, a empresa promete trazer resultados mais dinâmicos e assertivos, voltados principalmente para quem trabalha com sistemas que possuem conteúdo gerado pelo usuário ou integração a redes sociais.

O objetivo aqui, além de facilitar a vida, é garantir uma solução que seja econômica, já que é possível configurar totalmente as buscas de acordo com o número de resultados e a carga nos servidores. Assim, dá para garantir que tudo vá correr bem e que a infraestrutura não vai sucumbir perante o grande volume de dados e requisições.

Outra boa novidade é o VM Depot, um banco de dados de imagens com quase 300 máquinas virtuais pré-programadas com os mais diversos sistemas, desde Debian e Ubuntu até plataformas como Wordpress e Drupal. Mais uma vez, aqui, a ideia é garantir um teste do funcionamento das aplicações e garantir a conectividade delas com sistemas de terceiros, de forma que tudo funcione bem.

Além disso, a Microsoft passa agora a dar suporte completo ao Apache HBase, uma tecnologia que passa a ser integrada ao Azure e permite a escrita de transações web. Com isso, e a expansão da plataforma como um todo para 51 novos países, a empresa pretende cumprir sua promessa de crescimento nos negócios e inovação nos serviços, garantindo a continuidade do desenvolvimento e a adição de cada vez mais funcionalidades à sua tecnologia de cloud computing.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.