Encontre imagens livres de direitos autorais com o CCFinder

Por Pedro Cipoli

Quem já passou pela desagradável experiência de ter que tirar conteúdo do ar por ter colocado uma imagem recheada de direitos autorais agora pode ver a luz no fim do túnel. O CCFinder facilita – e muito – o trabalho, auxiliando a encontrar imagens que possam ser reproduzidas sem problemas de autoração, procurando imagens no Flickr que permitam a cópia através da licença Creative Commons ou que estejam em domínio público. Hoje vamos aprender como instalá-lo e utilizá-lo. Confira!

Em primeiro lugar, é necessário baixar o instalador do programa, que possui somente 4,3 MB. Execute o arquivo 'ccfinder.exe', escolha a opção inglês e clique em "Avançar", até concluir a instalação. Ao abrir o arquivo, nos deparamos com uma interface bastante simples, onde primeiramente é necessário registrar o programa com nome e endereço de e-mail válidos, para receber a chave de ativação da licença gratuita. Ao receber o e-mail, é só clicar no link (no corpo da mensagem) para ativar permanentemente o programa.

CCFinder - janela principal

Agora vem a parte fácil. Podemos reparar que é possível procurar imagens em três categorias diferentes:

  • Imagens de uso ilimitado, sem a necessidade de referenciar sua origem;
  • Imagens que devem ter seu autor mencionado em todos os lugares onde for reproduzida, em geral com um número muito maior de resultados e bastante utilizadas em vídeos do Youtube;
  • Imagens que podem ou não ter a necessidade de permissão por parte do autor. Nesta categoria, não basta apenas mencioná-lo, mas também solicitar o direito de uso para o proprietário, que especificará quando e onde as imagens poderão ser utilizadas.
CCFinder - pesquisa

Com os resultados disponibilizados na tela, basta clicar em "Download" para baixar imagem que desejar e utilizá-la onde quiser, apenas seguindo as normas do tipo de pesquisa realizada. Um alívio, não? Agora, você nunca mais vai ter problemas por violar os direitos de um autor.

Conhecia o CCFinder? Conte-nos o que achou!