Como serão os sistemas operacionais do futuro?

Por Pedro Cipoli | 22.06.2012 às 14:20 - atualizado em 19.11.2012 às 23:19

Analisando os sistemas operacionais lançados recentemente, como o Ubuntu 12.04, e os que serão lançados em pouco tempo mas já possuem versões beta disponíveis para quem desejar testá-los, como o Windows 8 e o Mac OS X 10.8 Mountain Lion, podemos observar várias características semelhantes que mostram a tendência dos sistemas que utilizaremos no futuro.

No caso do Windows 8, nova versão da Microsoft que ainda nem possui uma versão oficial mas já está chamando bastante atenção, temos a nova interface Metro que é ideal tanto para tablets quanto para desktops que possuem telas sensíveis ao toque. Com seus azulejos flutuantes, o usuário pode ter um acesso fácil aos aplicativos que mais utiliza e tem uma experiência muito próxima à que observamos em dispositivos móveis.

Mac OS X Mountain Lion

Mesmo o Linux, que sempre teve a fama de ser difícil de se utilizar e restrito a desenvolvedores e usuários avançados, surpreendeu o mundo com a interface Unity que equipa a distribuição Ubuntu. A primeira característica que podemos observar é um menu lateral que traz os atalhos mais comuns e uma dashboard que permite acessar qualquer parte do sistema, sendo uma experiência muito próxima da que vemos em tablets, onde ícones grandes facilitam o uso daqueles que querem experimentar uma tela sensível ao toque.

A Apple, por outro lado, historicamente sempre guardou a sete chaves as atualizações de seu sistema Mac OS X, mas isso mudou na versão 10.8 (Mountain Lion) com a liberação de um beta para desenvolvedores. O motivo? Talvez a forte ameaça que o Windows 8 possa vir a se tornar. Os Macs, diferentemente dos iPhones e iPads, nunca foram muito famosos ou abocanharam uma fatia significativa do mercado de PCs dominado pelo Windows.

Windows 8 Interface Metro

Além do polimento geral do sistema, a Apple vai incluir uma reformulação no centro de notificações: o Game Center para dispositivos móveis e o AirPlay Mirroring, que permite espelhar a tela do computador na televisão da sala para os usuários que possuem uma AppleTV sem grandes problemas, e assim fazer com que ela funcione como um projetor via wireless de alta resolução.

O que podemos concluir dessas mudanças? Em primeiro lugar, vemos a aproximação da experiência de uso que temos em dispositivos móveis para o mundo dos PCs e notebooks. Ainda não sabemos se isso dará certo, mas os lançamentos mostram uma tendência bastante forte nesse ponto. Outro detalhe bastante importante é a mudança de postura das fabricantes de sistemas operacionais.

Linux Ubuntu 12.04 Interface Unity

Pouco tempo atrás, não tínhamos vários sistemas maduros para escolher. Éramos obrigados a aceitar as atualizações (e preços) impostos pelos fabricantes, e eles não temiam que o usuário pudesse mudar de plataforma. Hoje Linux, Windows e Mac OS X estão bastante maduros e são bastante fáceis de se utilizar, então quem os fabrica deve convencer o consumidor que seu produto é melhor, e não incluir determinada quantidade de recursos, aumentar o preço e esperar que o usuário aceite.

Está gostando dessas mudanças? O que acha que os sistemas operacionais do futuro devem incluir para melhorar ainda mais a experiência do usuário? Deixe sua opinião nos comentários!