Ao deixar de usar Microsoft Office, cidade francesa economiza € 1 milhão

Por Redação | 29 de Julho de 2014 às 09h45
photo_camera PPL Ware

Toulouse, uma cidade localizada no sul da França, resolveu adotar uma política diferente no que tange o uso de softwares. O prefeito Pierre Cohen, que também é analista de sistemas, iniciou um plano de implementação de softwares livres e de código aberto em toda a administração pública municipal, que conta com aproximadamente 10 mil funcionários.

Segundo informações do Estado de S.Paulo, a ideia principal do projeto era substituir a suíte de aplicativos Office, da Microsoft, por uma de código aberto e gratuita: o LibreOffice. Depois de sancionada a nova política, todos os sistemas do município passaram a contar com softwares ou arquiteturas de linguagens "Lamp" (Linux, Apache, MySQL e PHP).

A substituição começou em 2012 e demorou um ano e meio para cobrir 90% de todos os computadores públicos. Erwane Monthubert, que participou efetivamente da política na gestão do prefeito Cohen, afirma que "licenças de software custavam, a cada três anos, 1,8 milhão de euros a Toulouse. A migração (que envolveu treinamento) custou € 800 mil".

Só com softwares livres, foi mais de € 1 milhão economizado em meio a uma onda de cortes de orçamento em TI em toda a França.

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.