Acabe com as músicas duplicadas em seu iTunes

Acabe com as músicas duplicadas em seu iTunes

Por Luciana Zaramela | 25 de Julho de 2012 às 15h25

Chega de desordem. Se você já está incomodado com tanta música duplicada na biblioteca do iTunes, chegou a hora de colocar ordem no seu player e ainda ganhar um espacinho no HD. É normal riparmos um disco duas vezes, ou baixarmos uma coletânea repleta de músicas que já temos.

Embora o iTunes tenha um recurso para "Exibir arquivos duplicados", há uma enorme falta de programas no mercado que se destinem a limpar ou "desduplicar" esses arquivos, e dos que existem, nenhum impressiona. Mas um, em especial, dá conta do recado: o iTunes Match.

A ferramenta da Apple

A ferramenta, que surgiu em novembro do ano passado, verifica toda sua biblioteca em busca de músicas vendidas pela Apple. Se forem encontradas músicas iguais, você poderá fazer o download desta música para outro computador, dispositivo móvel ou até fazer um upgrade da canção no mesmo computador, melhorando de qualidade.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Importante: você não precisa ter comprado, de fato, todas as suas músicas na Apple. Portanto, pode continuar tranquilamente com os passos seguintes.

Não é uma ferramenta gratuita, mas também não é cara: por US$ 24,99 por ano, você tem direito a usar e abusar do aplicativo. O problema é que, apesar de ser prático e até então indolor pagar essa quantia para remover músicas duplicadas em um ano, manter a ferramenta por mais tempo no computador exige mais dinheiro.

Como o iTunes Match é uma ferramenta que funciona tanto em Mac quanto em Windows, você pode usá-la para remover arquivos duplicados independente da plataforma. E ela encontra arquivos duplicados, como músicas que estão em mais de um álbum ou foram copiadas para a biblioteca umas duas ou três vezes.

Utilizando iCloud para acabar com arquivos duplicados

Deixe que o Match faça toda a sua tarefa - isso demorará um, dois ou mais dias, dependendo de quantas músicas você possui. Verifique toda a biblioteca de músicas e faça o upload para a nuvem da Apple, como se você estivesse a fim de criar uma nova biblioteca por lá. Quando terminar, você receberá uma mensagem do iCloud confirmando que toda a sua biblioteca está na nuvem.

É agora que tudo fará sentido: se você seguir todas as etapas e realizar o upload, verá que os arquivos duplicados não foram para a nuvem. Basta usar a matemática e observar que, de, por exemplo, 8.000 músicas que você tinha, apenas 7.000 irão para a nuvem. O próximo passo é trazer tudo que está na nuvem de volta para o computador, e, desta vez, tomando cuidado para não duplicar ainda mais os seus arquivos. Para isso, deve-se optar por 1) limpar tudo que existe no iTunes; 2) criar uma nova biblioteca para o iTunes; 3) baixar a biblioteca nova em outro computador.

Quando finalizar o download dos arquivos que você mesmo subiu para o iCloud, você confirmará que existem, sim, algumas músicas duplicadas; mas são faixas com o mesmo título, fazendo partes de álbuns diferentes. Para quem tem um álbum completo, não faz muito sentido deletar a música dele, certo? O iTunes Match reduz consideravelmente o número de arquivos duplicados, mas pode ser que ocorra um ou outro erro em relação a um mesmo álbum e ele retorne raros arquivos clonados.

Mesmo assim, o trabalho para remover os poucos arquivos que "passaram desapercebidos" por todo o processo vai ser muito menos dolorido. Afinal, remover 50 músicas duplicadas manualmente é melhor que remover as 1.000 do exemplo acima. É possível que ocorram alguns erros como "arquivos não legíveis" em suas músicas. Portanto, é sempre bom previnir e ter um backup antes de zerar a biblioteca para baixar tudo do iCloud.

Se você fizer todo o processo de remoção e quiser encontrar arquivos duplicados, a dica é: vá até a aba "Músicas" em sua biblioteca do iTunes e clique em "Arquivo > Detectar arquivos duplicados". Organize a lista por nomes e verifique se realmente são arquivos clonados. Se encontrar arquivos idênticos, basta clicar com o botão direito em uma das músicas e selecionar "Delete" para removê-la. Lembre-se de remover a música do iCloud também, clicando na opção presente na caixa de diálogo que surgir.

Um ponto importante: todas as músicas que você baixar do iCloud virão com qualidade de 256 kbps e no formato AAC. Se você quiser tudo em formato MP3, terá de convertê-las no próprio iTunes. Vale o sacrifício. Para muita gente, as músicas neste formato não são nenhum problema, pois rodam perfeitamente em muitos dispositivos, inclusive, em todos da Apple.

Pronto, agora você está livre de arquivos duplicados e de toda a bagunça em sua biblioteca!

Os ícones

Perceba que ao lado de suas músicas que foram baixadas do iCloud, existe um pequeno ícone. Se não visualizar o status destes ícones, basta clicar em "Visualizar > Visualizar opções" e clicar na caixa "Status do iCloud", marcando a opção "iCloud Download".

Se você visualizar um ícone com uma pequena nuvem e uma setinha para baixo no centro dela, significa que tais músicas estão disponíveis para download. É só clicar e escolher a opção "Download". Lembre-se de ter cuidado para não clicar na opção "Delete" no iCloud - do contrário, música nenhuma poderá ser baixada para seu computador.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.