Xiaomi deve lançar seu primeiro smartwatch em novembro

Por Felipe Demartini | 28 de Outubro de 2019 às 12h25

Você pode ter a impressão de que a Xiaomi produz todo tipo de produto, mas há uma categoria na qual ela não pisou ainda: os smartwatches. Mas não por muito mais tempo, já que a fabricante marcou para o dia 5 de novembro o lançamento de seu esperado Mi Watch, que deve se unir à linha de pulseiras inteligentes da empresa e um de seus produtos mais bem-sucedidos no mercado internacional.

O anúncio, claro, faz tudo menos confirmar efetivamente o lançamento de um relógio, com o estilo da imagem exibida deixando claro do que se tratará o evento marcado para a próxima semana, na China. Na ocasião, a Xiaomi também deve colocar à venda pelo menos um novo smartphone e apresentar, também, uma nova linha de televisores inteligentes.

Mas vamos por partes e primeiro, pela mais importante, o relógio em si. O Mi Watch deve inaugurar uma nova categoria de produtos, mas usar o mesmo chipset já presente nas smartbands da empresa, o Xiaomi Wear, juntamente com suporte a NFC, redes 4G, assistentes de voz e eSIM para que funcione e tenha conexão própria de maneira independente em relação ao smartphone.

Por dentro, estaria uma versão customizada do Android Wear, chamada convenientemente de Mi Wear, aos moldes do que acontece também com os smartphones da marca. Apesar do teaser indicar um dispositivo quadrado e que remete ao design do Apple Watch, os rumores sobre o Mi Watch falam sobre um aparelho redondo e com dial circular, que serviria para acesso aos recursos juntamente com um único botão lateral.

Teaser para evento no dia 5 de novembro faz tudo, menos confirmar claramente que a Xiaomi está prestes a apresentar seu primeiro smartwatch próprio (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

A mudança de desenho, entretanto, teria um motivo. A Xiaomi já tem participação no mundo dos relógios inteligentes por meio da linha Amazfit, mas ela não roda o Android Wear e é composta por dispositivos majoritariamente redondos. A ideia do design quadrado, então, serviria para diferenciar as duas famílias de produtos e, também, garantir uma identidade própria para os modelos da chinesa.

Quanto aos outros dispositivos a serem apresentados na próxima semana, os rumores apontam para o início das vendas do Mi CC9 Pro, um smartphone com câmera de 108 megapixels que foi apresentado oficialmente nesta segunda-feira (28). São cinco sensores na parte traseira confirmados em um teaser, enquanto outros rumores apontam para uma tela AMOLED de 6,4 polegadas, 6 GB de memória RAM e bateria de 4.000 mAh. Ainda, uma nova linha de televisores inteligentes, a Mi TV 5, também deve ser exibida.

Sobre os rumores, entretanto, nada a comentar da parte da própria Xiaomi. Uma semana, no mundo da tecnologia, é o suficiente para que designs, descrições e até fotos reais apareçam na internet; caso contrário, esperaremos por no máximo uma semana para os anúncios da companhia e sua entrada oficial no mercado de smartwatches.

Fonte: GizmoChina

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.