Apple Watch causa queimadura no pulso de um homem na Dinamarca

Por Redação | 25 de Novembro de 2015 às 14h02

O dinamarquês Jãrgen Mouritzen estava no banheiro quando sentiu uma dor intensa em seu braço. Além da sensação, o homem sentia cheiro de carne queimada, e foi aí que percebeu que a origem de tudo era o Apple Watch que ele carregava no pulso. Algum circuito de fornecimento de energia teria se rompido dentro do dispositivo, causando superaquecimento e queimando um pedaço da pulseira.

O calor excessivo começou a fritar a pele de Mouritzen, que contou sua história ao jornal britânico The Mirror. “Eu podia sentir o cheiro da carne queimando. E a pulseira estava tão quente que, quando tentei arrancá-la de meu braço, eu queimei meus dedos”, revela.

Braço queimado pelo Apple Watch

Homem mostra braço queimado pela pulseira do Apple Watch. (Foto: Reprodução/The Mirror)

“Não havia nada por perto que pudesse ter esquentado tanto a pulseira além do relógio, mas a Apple ainda não me deu qualquer explicação”, continua o sujeito com o pulso queimado. Ele lamenta ainda o fato de a Apple não ter oferecido qualquer suporte para o acidente ao qual foi exposto.

“Eu estava feliz com o relógio e, no geral, infeliz com os produtos da Apple e tenho certeza de que isso é um evento bem raro. Contudo, estou surpreso que eles estejam demorando tanto tempo para fazer algo ou para ajudar um consumidor”, conclui Mouritzen. A Apple ainda não comentou o caso.

Fonte: The Mirror