Apple dominou quase 50% do mercado de smartwatches em 2016

Por Redação | 08 de Fevereiro de 2017 às 09h10

A Apple foi responsável por 49% das vendas do mercado mundial de relógios inteligentes em 2016, o equivalente a 11,9 milhões de unidades. De acordo com um relatório divulgado pela empresa de pesquisa Canalys, Fitbit e Samsung ficaram com o segundo (17%) e terceiro lugar (15%).

O quarto trimestre do ano passado foi o melhor para o Apple Watch desde o seu lançamento, com seis milhões de unidades enviadas no período, um aumento de 12% em relação ao ano anterior. Ao todo, o mercado viu nove milhões de smartwatches de todas as marcas serem distribuídos no mundo nos três últimos meses de 2016.

De acordo com as estimativas da Canalys, o Apple Watch gerou mais de US$ 2,6 bilhões em receita para a Apple no quarto trimestre de 2016, perfazendo quase 80% da receita total do smartwatch ao longo do ano.

"Além das melhorias de hardware e software dos novos modelos, a Apple conseguiu sucesso principalmente devido ao seu marketing simplificado e realinhamento de preços, o que ajudou a abordar um público mais amplo", disse o analista Jason Low. "O preço mais baixo dos modelos de entrada da série 1 e a mensagem mais fitness transmitida pela Apple tornaram o relógio mais acessível e relevante."

Recentemente, a Apple liberou uma versão beta do watchOS 3.2 que funciona com o SiriKit e ainda traz o esperado Modo Cinema (Theater Mode), recurso que permite aos usuários silenciar rapidamente o som do Apple Watch e evitar a ativação da tela com o movimento do pulso.

Em relação aos relógios equipados com Android Wear, o relatório indica que, nos próximos trimestres, a Samsung deverá impulsionar os embarques de seus Gear S3 Classic e Frontier. Além disso, os volumes de remessa do Android Wear irão se recuperar significativamente, pois os novos produtos que foram adiados devido ao atraso do Android Wear 2.0 serão lançados em breve.

Fonte: Canalys

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.