São Paulo testa relógio de pulso para pagar passagem de ônibus

Por Redação | 25.11.2013 às 08:20 - atualizado em 25.11.2013 às 10:05
photo_camera Divulgação

Criticados por muitos, os smartwatches parecem ter encontrado uma função realmente útil, pelo menos na vida do usuário paulistano. Isso porque o transporte coletivo da cidade de São Paulo poderá permitir, em breve, o uso de relógios inteligentes para recarregar o Bilhete Único. Saiu no Estadão.

Quem falou sobre essa possível novidade foi Jilmar Tatto, secretário municipal dos Transportes de São Paulo, durante um evento no Centro Educacional Unificado (CEU) Jaguaré, na zona oeste da capital paulista - Tatto usava um modelo do gadget no evento.

A ideia é simples: colocar um chip no relógio do passageiro, que precisa apenas encostar o acessório na catraca e pagar a condução. A recarga funcionaria como a do Bilhete Único atualmente. No entanto, o relógio seria comum, sem contar com as ferramentas tecnológicas de outros eletrônicos, como o Galaxy Gear e o Sony Smartwatch 2.

O projeto se chama "Watch2pay" ("relógio para pagar", na tradução livre) e pertence à empresa Rede Ponto Certo, uma das gerenciadoras das recargas do Bilhete Único. Em julho, a companhia testou um relógio desse tipo no sistema de transporte público de Recife, em Pernambuco, e em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo.

Watch2pay

Não foi anunciada uma data específica para começo das operações com o relógio para pagar passagem, mas este não é o primeiro conceito voltado para os usuários do transporte coletivo. A São Paulo Transporte (SPTrans), que gerencia o sistema de ônibus, estuda implantar o uso do celular como forma de pagamento da tarifa e dispensar o cartão magnético. O funcionamento seria o mesmo do relógio: o passageiro encosta o smartphone no validador para liberar a catraca.

O Rio de Janeiro também está testando um sistema parecido. A Fetranspor, federação que reúne sindicatos e empresas de meios de transporte do Estado carioca, começou a testar um projeto que permite utilizar o smartphone como cartão para pagar passagens de ônibus, trens, barcas e vans legalizadas do Rio. O usuário baixa um aplicativo no celular para adicionar créditos em sua conta e, assim, fazer uso do transporte coletivo pagando pelo smartphone. Leia outra matéria a respeito.