Qualcomm apresenta seu primeiro relógio inteligente

Por Redação | 05 de Setembro de 2013 às 08h00

Hoje pode até ser o primeiro dia da IFA 2013, que promete grandes novidades, mas outro evento que acontece a milhares de quilômetros de distância de Berlim roubou a cena na tarde desta quarta-feira (04). A Uplinq, conferência de desenvolvedores da Qualcomm que está acontecendo nesta semana em San Diego, foi palco da apresentação do primeiro smartwatch da empresa de processadores.

O relógio inteligente da Qualcomm, chamado "Toq", vem para dividir mercado com gigantes como Samsung, Apple, Microsoft, Sony e LG. A Qualcomm é, sem dúvidas, uma gigante quando se trata de chips para smartphones e outros dispositivos móveis, mas a empresa não tem muita história na fabricação de dispositivos de consumo, e por isso o anúncio desta tarde pegou muita gente de surpresa – mesmo com rumores acerca do assunto circulando há algum tempo.

A revista Time conta que a coisa mais notável do novo gadget é o display, que carrega a tecnologia Mirasol, que além de ajustar o brilho de acordo com o ambiente, permite visibilidade total das cores mesmo sob a luz do sol. O sistema também oferece baixo consumo de energia. A tecnologia foi criada pela própria Qualcomm em 2010, mas nunca havia sido utilizada em um dispositivo de consumo do mercado de massa.

Smartwatch Qualcomm Toq

Toq, o smartwatch da Qualcomm (Imagem: Reprodução / Engadget)

O projeto da Qualcomm permitiu a criação de relógio com uma tela colorida e sensível ao toque, mantendo um tamanho adequado e sem exageros. A bateria é um dos maiores e mais pesados componentes do dispositivo, e fica localizada na parte inferior da pulseira. Não existem conectores físicos, mas o Toq se comunica com dispositivos Android por meio de um aplicativo (que em breve deve estar disponível também para iOS) via Bluetooth e Wi-Fi.

O software desse smartwatch permite que o usuário leia e-mails e mensagens de texto diretamente na tela do dispositivo, e também que ele os responda a partir de uma lista de respostas programadas. O aplicativo do smartphone permite o usuário adicione, remova e reordene sua lista de respostas, que podem variar de "sim" ou "não" para textos mais elaborados.

De acordo com a Time, o presidente da Qualcomm Internet Services, Rob Chandhok, disse que a empresa pretende começar a vender o relógio inteligente ainda este ano. O preço ainda não foi definido, mas deve ficar em torno de US$ 300 e US$ 350.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.