Cinco funções dos smartwatches que superam os smartphones

Por Redação | 21 de Novembro de 2014 às 17h19

Atualmente, quase todo mundo carrega um smartphone, que é chave para o acesso a muitas ferramentas e informações. Porém, nem sempre é tão prático utilizar um aparelho retangular que precisa ser colocado e retirado do bolso várias vezes por dia. É aí que entram os smartwatches, que, segundo previsões do Venture Beat, podem até mesmo levar os celulares à extinção.

Afirmar tal coisa no cenário atual, com tanta gente utilizando smartphones, parece uma piada. Mas, com o anúncio do Apple Watch, o mercado começou a levar mais a sério esses gadgets e amplas possibilidades já estão aparecendo e sendo desenvolvidas.

Algumas das funcionalidades mesclam a praticidade do relógio com os recursos dos sensores de pulso e geolocalização, além de ferramentas para smartphones que podem ser melhor utilizadas nos novos gadgets. Confira cinco novidades que podem aposentar os telefones:

1. Pagamento móvel

Esta talvez seja a primeira grande funcionalidade dos smartwatches. A primeira geração do novo Apple Watch já deve vir com um chip de comunicação a curta distância, próprio para recursos como essas transações. No começo, ainda será necessário parear o gadget com os iPhones, mas isso provavelmente não será necessário em breve.

Imagine filas menores devido ao menor tempo que os pagamentos levarão, já que bastará aproximar os relógios da máquina cobradora e em poucos segundos confirmar a compra. Além do fato disso ser cool.

2. Videochamadas

O que era algo próximo da ficção científica em seriados de antigamente, como Dick Tracy, é hoje uma realidade. A videochamada está a cada dia mais comum e os smartwatches poderão popularizar ainda mais esse recurso. Empresas de software já estão produzindo apps de comunicação para relógios inteligentes desde que os kits foram liberados para os desenvolvedores. Além de funcionar nas conversas entre dois smartphones convencionais, os apps também vão bem na comunicação entre telefone e relógio.

3. Monitoramento infantil

Essa é uma funcionalidade que pode superar de longe o mesmo recurso num smartphone. A AT&T já começou a produzir seu FiLIP wearable, com o objetivo de manter os pais conectados aos filhos durante todo o dia – algo que tem grandes chances de sucesso no mercado.

A única limitação é a perda ou o caso da criança resolver tirar o relógio. Como essa é uma possibilidade que pode acontecer com frequência, a popularidade do gadget está atrelada ao preço do dispositivo, de aproximadamente US$ 200. É bom lembrar que, com este valor, o aparelho também vem com GPS e sensor que avisa quando o smartwatch é retirado do pulso.

Outro ponto a favor dos smartwatches nesse assunto é o fato dos relógios virem com sensores de batidas cardíacas em sua pulseira. Um parente poderia, por exemplo, entrar em contato assim que notasse um aumento abrupto ou até mesmo a cessão das taxas cardíacas.

4. Transporte público

Uma das maiores aplicações para smartphones na China é seu uso para o acesso a vários tipos de transportes públicos. Imagine caminhar até uma estação de trem e somente passar o pulso pelo scanner para entrar nos vagões. Essa é mais uma funcionalidade que os smartwatches estão à frente dos telefones.

Em Londres, por exemplo, a Barclays já produz pulseiras para faturamento de passagens em estações de trem. Essa seria uma ferramenta que poderia ser facilmente transferida para os smartwatches.

5. Identificação/Autenticação

- Na academia: Ao entrar na academia, bastaria o smartwatch identificar a localização para carregar um programa de exercícios ou monitorar quais as sessões necessárias no momento, assim como o ritmo cardíaco. Além disso, seria uma boa para quem costuma esquecer as credenciais em casa, o relógio seria como um cartão de filiação.

- No aeroporto: Um dos melhores usos para os smartwatches seria a possibilidade de fazer check-in para voos. Seria bem mais fácil e rápido do que os smartphones, que já agilizaram esse processo. Enquanto passa pelo scanner, o relógio também pode liberar a outra mão para carregar a bagagem. Durante a apresentação do Apple Watch, a Apple confirmou que trabalha em parceria com a American Airlines num aplicativo para essa finalidade.

- No carro: O Apple Watch também tem a BMW como parceira para o desenvolvimento de um aplicativo. Com a novidade, o usuário poderá localizar o carro e até mesmo "chamar" seu veículo. Além disso, já há planos para transformar os smartwatches em chaves de carro.

- Em casa: Em recente evento para desenvolvedores, a Samsung anunciou que todos os novos dispositivos devem funcionar num ecossistema digital chamado de SmartThings, dedicado a controlar as coisas em casa. Durante a apresentação, a companhia mostrou que os smartwatches serão utilizados para autenticar a entrada dos moradores na porta da frente, até mesmo abrindo-a sem a necessidade de chaves. Isso poderá acontecer também quando a presença for detectada via Wi-Fi. Outros aplicativos preveem o gerenciamento de monitores de luz e temperatura. A previsão da sul-coreana é que pelo menos 20 milhões de lares terão dispositivos inteligentes em lares estadunidenses até 2017.

- No hotel: Alguns hotéis já possuem apps que transformam smartphones em chaves de quartos, via conexão Bluetooth com a trava da porta. Os smartwatches também oferecerão este recurso futuramente. A rede Starwood Hotels já é parceira também do Apple Watch e não vai demorar até que os gadgets sejam usados para fazer check-in e identificar hóspedes.

Essas são apenas algumas das funcionalidades que os smartwatches podem se sair superiores aos smartphones. Não dá para apostar, com certeza, que os relógios vão substituir os celulares. O que se pode afirmar é que muitas pessoas terão a opção de deixar os telefones em casa e ainda assim permanecerem conectados com os recursos de um dispositivo móvel.

Fonte: http://venturebeat.com/2014/11/21/these-5-smartwatch-functions-will-start-the-fall-of-the-smartphone/

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.