Apple deve vender 33,5 milhões de iWatches só em 2015

Por Redação | 13 de Junho de 2014 às 13h55
TUDO SOBRE

Watch Series 1 Sport 42mm

Com base na estimativa de 335 milhões de usuários do iPhone até o final de 2014, o analista Keith Bachman, da BMO Capital Markets, aponta que a Apple poderia vender, somente em 2015, pelo menos 33,5 milhões do seu relógio inteligente, o iWatch, que deve ser lançado ainda este ano. Os números foram divulgados pelo Apple Insider.

Esse número representa apenas 10% de todos os usuários do iPhone que poderão comprar o relógio de maneira a utilizá-lo de forma integrada com o smartphone. Segundo o próprio analista, essa estimativa á baixa, podendo a Apple vender muito mais dispositivos. Caso a empresa consiga alcançar 15% dos 335 milhões, as vendas do iWatch representariam 50,3 milhões de unidades, um número bastante animador. Ainda, se a Apple alcançasse 20% de sua base de usuários do iPhone, o número de vendas do iWatch passaria para 67 milhões.

De acordo com Bachman, se o valor do iWatch for realmente em torno de US$ 250 por unidade, com margem de lucro bruto de 25%, os 10% de penetração do relógio no mercado representaria aos donos da Apple um lucro de 3,1% por ação, enquanto que se a penetração for de 20%, o lucro por ação subiria para 6,2% para 2015.

"Acreditamos que o foco inicial será em aplicativos de saúde e fitness, mas para chegar aos 20% de adoção, a Apple terá de ter mais aplicativos do que apenas os de saúde e fitness, precisando incluir aplicações para uso profissional", afirmou Bachman.

Relatórios apontam que o iWatch deverá chegar ao mercado em outubro, o que seria uma estratégia para ser vendido na época de Natal, e que certamente ajudaria a alavancar a estreia do produto. Os rumores sobre seu lançamento são tão fortes que muitos em Wall Street, como Bachman, já consideram inevitável o lançamento do dispositivo ainda este ano.

Um relatório do início deste mês afirmou que a Apple estava "confiante" no produto e planejava fabricar 5 milhões de unidades por mês. Segundo a previsão de Bachman, isso significaria que em 2015 a companhia produziria 60 milhões de unidades, sendo que grande parte delas estaria nos pulsos dos usuários.

Ainda, este mesmo relatório afirmou que o iWatch teria a capacidade de controlar a atividade de sono, os níveis de oxigênio e a glicose no sangue, além de exercer controle sobre o consumo de calorias dos usuários. Ele também permitiria que os usuários pudessem ler mensagens e realizar algumas tarefas do iPhone.

Caso a mais baixa previsão de Bachman, de 33,5 milhões de unidades vendidas, se concretize, esse seria o lançamento de maior sucesso da história da Apple em número de vendas. O iPad de primeira geração, lançado em 2010, vendeu 14,8 milhões em seus primeiros 12 meses. Já a primeira geração do iPhone vendeu apenas 6,1 milhões de unidades em seu primeiro ano.

Pechinchas, cupons, coisas grátis? Participe do nosso GRUPO DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.