Xiaomi vende 37,4 milhões de smartphones no primeiro semestre

Por Redação | 02.07.2015 às 14:13
photo_camera Divulgação

A companhia chinesa Xiaomi conseguiu atingir a marca de 34,7 milhões de smartphones vendidos no primeiro semestre deste ano. Este número representa um aumento de 33% em relação ao primeiro semestre de 2014. A empresa é a terceira maior fabricante de smartphones do mundo e expandiu sua atuação recentemente para o Brasil, onde deverá fazer sucesso com seu preço competitivo.

Com outras expansões internacionais no cronograma, a Xiaomi espera atingir a estimativa levantada pelo CEO e co-fundador da empresa, Lei Jun, que afirmou que a companhia venderia 100 milhões de smartphones este ano. Em apenas cinco anos de existência, a empresa chinesa conseguiu vender no ano passado um total de 61 milhões de unidades de seus modelos de smartphones, o que trouxe cerca de US$ 12 bilhões em receitas.

O rápido progresso da Xiaomi é fruto, em partes, da expansão em outros países, visto que em 2012 a empresa vendeu apenas 7,2 milhões de unidades e em 2013 cerca de 18,7 milhões, antes de se aventurar no mercado internacional. O próximo conjunto de lançamentos será um teste rigoroso para os negócios da empresa: ela poderá estacionar suas vendas ou conseguir um aumento significativo, atraindo os consumidores.

Além do Brasil, onde iniciará as vendas de seu primeiro aparelho no início deste mês, a empresa já está atuando na Turquia, México e Rússia, além de garantir expansão para outras partes do sudeste da Ásia. "Mesmo com o mercado de smartphones na China desacelerando, conseguimos um crescimento de 33% em relação aos números do ano passado. Pode-se dizer que superou o mercado e produziu um excelente relatório", disse Lei Jun em um comunicado.

A Xiomi não revelou quais as parcelas de vendas que cada mercado representa, no entanto, é justo supor que a China — onde a marca é mais forte — tenha dominado os números. A empresa anunciou que 70% das vendas vieram através do site Mi.com. Mesmo este sendo o ponto principal de vendas da companhia, há diversas parcerias com distribuidores e varejistas físicos na China, Índia e outros países. A Xiaomi também não revelou qual dos seus seis modelos — Mi 2, Mi 3, Mi 4, Redmi, Redmi 2 e Redmi Note — foi o mais vendido em todo mundo.

Fonte: TechCrunch

Fonte: http://techcrunch.com/2015/07/01/xiaomi-35-million-sales-in-first-half-of-2015/?ncid=rss