Xiaomi passa a vender produtos no Brasil sem necessidade de pré-cadastro

Por Redação | 25 de Agosto de 2015 às 11h50
Divulgação
Tudo sobre

Xiaomi

Se você estava de olho nos produtos da Xiaomi, mas não conseguia se cadastrar nos chamados "Eventos de Venda" da companhia, já pode comemorar. A partir das 15h00 (horário de Brasília) desta terça-feira (25), a fabricante finalmente vai abrir a venda de seus produtos no Brasil para o público geral, sem a necessidade de convite.

A marca iniciou suas operações comerciais no país há cerca de dois meses. Até então, os consumidores interessados em adquirir os aparelhos da empresa tinham que fazer um pré-cadastro no site da Xiaomi e entrar nesses tais Eventos de Venda, que eram realizados apenas uma vez por semana e durante um curto período de tempo em horários determinados pela própria chinesa.

Agora, os brasileiros poderão efetuar suas compras com a Xiaomi sem passar por esse processo. "Como fazemos em todos os mercados, assim que adequamos nossa capacidade de produzir à demanda, abrimos a oportunidade de comprar nossos produtos sem hora e nem dia marcado. Dessa forma também atendemos ao pedido de alguns Mi Fãs, simplificando ainda mais o processo", disse Gabriela Viana, diretora de marketing da fabricante, em comunicado enviado à imprensa.

Assista Agora: Nunca mais contrate funcionários para sua empresa! Comece o ano em uma realidade completamente diferente!

De acordo com a Xiaomi, os Eventos de Venda não foram totalmente descartados. Eles voltarão a acontecer no lançamento de novos produtos em território nacional. Vale lembrar que a Xiaomi só vende seus gadgets no Brasil pelo site oficial, que aceita cartão de crédito e boleto bancário como formas de pagamento.

Por enquanto, a companhia comercializa apenas dois itens. Um deles é o Redmi 2, smartphone com processador Snapdragon quad-core de 1,3 GHz, 1 GB de RAM, bateria de 2.200 mAh, tela de 4,7 polegadas com resolução HD, câmera traseira de 8 megapixels e capacidade interna para até 32 GB de armazenamento via cartão microSD. O preço sugerido é de R$ 549. Além do celular, a empresa vende o carregador portátil Mi Power Bank, que custa R$ 99.

O GERENTE FICOU LOUCO! ?A partir de amanhã, 25/08, às 15 horas, teremos Redmi 2 e Mi Power Bank na hora e dia que você quiser! \o/

Leia também:

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.