Xiaomi Mi 10 5G: veja quanto a fabricante lucra com cada unidade do aparelho

Por Alberto Rocha | 29 de Fevereiro de 2020 às 13h11
Xiaomi
Tudo sobre

Saiba tudo sobre Xiaomi Mi 10 5G

Ficha técnica

Além da composição das partes internas de um smartphone, outra grande curiosidade por parte dos usuários mais aficionados em tecnologia é o custo de fabricação de cada dispositivo.

A discussão sempre fica em alta com o lançamento de novos dispositivos no mercado, principalmente com os novos iPhones da Apple, uma vez que a companhia costuma obter margem de lucro maior que outras concorrentes como a Xiaomi, por exemplo.

Por falar na marca chinesa, em busca de saber quanto custa fabricar o Xiaomi Mi 10 5G, novo smartphone top de linha da fabricante, o portal Tech Insights desmembrou a variante de 12GB + 256GB para calcular o valor estimado de cada componente.

Componentes da Qualcomm em grande maioria no Xiaomi Mi 10 5G (Reprodução: TechInsights)

Afinal, qual o lucro da Xiaomi com cada unidade do Mi 10 5G?

Segundo os cálculos, a fabricante chinesa desembolsa US$ 440 para fabricar cada unidade do seu top de linha e coloca no bolso apenas um terço do que ele vale: US$ 230 (aproximadamente R$1.035 na cotação atual do dólar).

Apesar de parecer um valor interessante, visto que a Xiaomi vende milhões de dispositivos e lucra também com outras produções, é preciso considerar outros custos, como investimentos em marketing, pesquisa, impostos e outros em cima do aparelho.

Peças internas do Xiaomi Mi 10 5G tem custo elevado (Reprodução: Tech Insights)

Ao nível de comparação, a Apple, fazendo o mesmo estudo de cálculos, lucra cerca de US$490,50 (em torno de R$2.200 na cotação atual) com o seu iPhone 11 Pro Max de 512GB, mais que o dobro do Xioami Mi 10 5G.

Ou seja, é possível chegar a conclusão que a Xiaomi ainda não ganha muito dinheiro com as principais vendas e margem de lucro bem mais modesta que as concorrentes, mesmo tendo aumentado o preço final do seu top de linha em relação ao do ano anterior.

Fonte: Tech Insights  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.