Xiaomi já vendeu mais de 110 milhões de unidades do Redmi

Por Redação | 11 de Julho de 2016 às 15h05
photo_camera BRUNO HYPOLITO / CANALTECH

A Xiaomi tem o apelido de “Apple chinesa” não apenas por inspirar muitos de seus conceitos em detalhes da Maçã, mas também por saber vender aparelhos. Combinando produtos de qualidade e hardware bom com uma ótima relação entre custo e benefício, ela já é uma das principais fabricantes de smartphones do planeta.

E os números não poderiam ser outros: desde que foi lançado em agosto de 2013, o Redmi, primeiro modelo da Xiaomi, já vendeu mais de 110 milhões de unidades em todo o mundo. A informação veio a público por meio de uma postagem no Twitter feita por Hugo Barra, o brasileiro que é o vice-presidente global da empresa asiática. Fazendo as contas, podemos dizer que a Xiaomi vendeu mais de uma unidade do Redmi por segundo nestes quase três anos.

Apelo junto aos jovens

Outro dado interessante revelado por Barra em seu perfil do Twitter diz respeito à principal faixa etária dos compradores do Redmi. Segundo o executivo, a maioria das pessoas que adquirem este modelo tem entre 22 e 29 anos e também são usuários ativos de aplicativos e internet, o que sem dúvida passa uma boa mensagem a respeito dos aparelhos da Xiaomi.

Não foram revelados mais detalhes das 110 milhões de unidades vendidas do Redmi, então não dá para saber exatamente onde e em quais épocas o gadget vendeu mais, mas é possível ter uma sugestão: visto que o maior mercado da Xiaomi ainda é a China, com a Índia alcançando recentemente o posto de segundo lugar, é razoável crer que ambos têm papel fundamental no salto da companhia chinesa.

Uma pena que a Xiaomi vem enfrentando algumas dificuldades no Brasil, chegando a rolar alguns rumores fortes de que a empresa deixaria de operar por aqui ainda neste ano. Porém, a companhia já negou sua saída em duas oportunidades, afirmando apenas que vai aplicar mudanças no plano de negócios executado no Brasil e que, ao menos por enquanto, o país não deve receber novos modelos da marca.

Fonte: Hugo Barra/Twitter (1), Hugo Barra/Twitter (2)

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.