U20 5G e Desire 20 Pro marcam o retorno da HTC no mercado de celulares

Por Diego Sousa | 16 de Junho de 2020 às 12h00
Divulgação/HTC
Tudo sobre

Saiba tudo sobre HTC U20 5G

Ficha técnica

A fabricante HTC espera conquistar o mercado mobile em 2020 apostando na democratização da tecnologia 5G. Como prometido, nesta terça-feira (16), a taiwanesa lançou dois smartphones intermediários: o premium U20 5G e o básico Desire 20 Pro. Ambos contam com chip da Qualcomm, mas trazem características diferentes para atingir mais consumidores.

HTC U20 5G

O principal destaque do U20 5G é o chip Snapdragon 765G da Qualcomm, que oferece 5G a celulares intermediários. Ele vai trabalhar com 8 GB de RAM, 256 GB de memória interna e 5.000 mAh de bateria (com suporte ao carregamento rápido QC 4.0), além do sistema Android 10. Em relação à tela, são enormes 6,8 polegadas IPS LCD com resolução Full HD+.

HTC U20 5G aposta na tecnologia 5G para conquistar o público (Foto: Divulgação/HTC)

No departamento de câmeras, há um conjunto quádruplo na traseira liderado por um sensor principal de 48 MP (f/1.8). As outras três são ultrawide de 8 MP, macro e profundidade — estas duas com 2 MP cada. As câmeras suportam gravação em 4K, modo retrato, modo escuro e trazem recursos de inteligência artificial para melhorar as imagens. Na frente, são 32 MP para selfies.

Seu preço não é dos mais acessíveis: 18.990 NTD (dólar taiwanês), ou cerca de R$ 3,2 mil em conversão direta.

Especificações técnicas do HTC U20 5G:

  • Tela: 6,8 polegadas IPS LCD, Full HD+, single-punch;
  • Chipset: Qualcomm Snapdragon 765G 5G;
  • Memória RAM: 8 GB;
  • Armazenamento interno: 256 GB;
  • Câmera traseira: 48 MP + 8 MP (ultrawide) + 2 MP (profundidade) + 2 MP (macro);
  • Câmera frontal: 32 MP;
  • Dimensões: 171.2 x 78.1 x 9.4 mm;
  • Peso: 215,5 gramas
  • Bateria: 5000 mAh com carregamento rápido;
  • Extras: modo retrato, video 4K, sensor de digitais na traseira, NFC;
  • Cores disponíveis: Ink Crystal Green e Crystal White;
  • Sistema operacional: Android 10.

HTC Desire 20 Pro

Já o Desire 20 Pro é um intermediário mais básico. Equipado com o chip Snapdragon 665, o celular oferece 6 GB de RAM, 128 GB de armazenamento e Android 10. Sua tela cai para 6,5 polegadas, mas mantém a resolução Full HD+ e o furo na tela para abrigar a câmera frontal de 25 MP.

HTC Desire 20 Pro é o novo basicão da empresa sem 5G (Foto: Divulgação/HTC)

Curiosamente, o conjunto de câmeras do Desire 20 Pro é idêntico ao U20 5G, o que não faz muito sentido já que estamos falando de preços bastante diferentes. Já a bateria é de 5.000 mAh e também oferece carregamento rápido, mas não tanto quanto o U20 5G.

O Desire 20 Pro chega ao mercado nas cores preto e azul por 8990 NTD, cerca de R$ 1.500.

Especificações técnicas do HTC Desire 20 Pro:

  • Tela: 6,5 polegadas IPS LCD, Full HD+;
  • Chipset: Qualcomm Snapdragon 665;
  • Memória RAM: 6 GB;
  • Armazenamento interno: 128 GB;
  • Câmera traseira: 48 MP + 8 MP (ultrawide) + 2 MP (profundidade) + 2 MP (macro);
  • Câmera frontal: 25 MP;
  • Dimensões: 162 x 77 x 9.4 mm
  • Peso: 201 gramas;
  • Bateria: 5.000 mAh com carregamento rápido;
  • Extras: modo retrato, sensor de digitais na traseira;
  • Cores disponíveis: Smoky Black e Pretty Blue;
  • Sistema operacional: Android 10.

Sob nova direção

No final de 2019, a HTC anunciou Yves Maitre, ex-executivo da Orange (maior empresa de telecomunicações da França e que atua em toda a Europa), como novo CEO da empresa em meio a crises financeiras e participação quase nula em todos os mercados. Após a aquisição do Google de boa parte da divisão mobile da HTC, havia indícios de que a taiwanesa pretendia abandonar o segmento.

No entanto, aos poucos a HTC parece estar se reerguendo e vê a democratização do 5G como possibilidade para alavancas suas vendas. Em fevereiro, o novo CEO afirmou que 2020 será um ano importante para a empresa, que se concentrará no fornecimento de produtos, além da produção de smartphones 5G e mais dispositivos de realidade mista.

A missão do novo CEO não será fácil, mas, ao que tudo indica, ela segue firme em seus planos.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.