Tudo o que sabemos sobre o novo Lumia 650

Por Redação | 05.02.2016 às 11:58

Com a aproximação do Mobile World Conference 2016, no final de fevereiro, os rumores sobre o anúncio de novos smartphones apenas aumentam. Já vimos várias novidades sobre o Galaxy S7, da Samsung, e a nova geração de aparelho da LG, além de tantos outros que aparecem aqui e ali. E, enquanto muito se fala sobre as novidades para os sistemas Android, as revelações para Windows Phone ainda intrigam os fãs do sistema.

Isso não quer dizer, porém, que alguns detalhes sobre o próximo Lumia não tenham surgido para despertar nossa imaginação. Mesmo sem a Nokia ter comentado nada oficialmente sobre o vindouro Lumia 650, vários vazamentos já nos mostraram um pouco daquilo que está por vir. E as expectativas para o aparelho são enormes, visto que ele deve ser mesmo o último da linha Lumia sob a tutela da Microsoft, o que faz dele um ponto de virada para a marca.

Como muitos já esperavam, o Lumia 650 deve mesmo ser um modelo intermediário. Tanto que o site britânico MobileFun já o listou por £199, ou seja, cerca de US$ 289 — ou R$ 1.128 na cotação atual. Isso fica bem claro graças à configuração já vazada ao longo dos últimos meses. Se essas informações se confirmarem, teremos um smartphone com tela de 5 polegadas com resolução HD, 1 GB de RAM, bateria de 2.000 mAh e 8 GB de memória interna com a possibilidade de expandi-la via cartão microSD. E ele já viria com o Windows 10 Mobile instalado.

Como o site Business Insider aponta, o suposto preço do Lumia 650 mostra que a Nokia está mesmo interessada em lançá-lo como um substituto para o Lumia 640, que possui um hardware bem parecido e é vendido em sua versão desbloqueada por quase o mesmo preço. Não que alguém duvidasse dessa possibilidade, mas é curioso ver que o fim das relações entre empresa e a Microsoft será feito com dispositivos medianos e não com os top de linha.

Já em termos visuais, o smartphone não deve trazer grandes reinvenções. Em seu perfil no Twitter, Evan Blass trouxe uma imagem de como o Lumia 650 será. Levando em conta que ele é conhecido no meio como uma fonte quente em termos de vazamentos, as chances de termos algo diferente disso são bem baixas. Por fim, o site alemão WinFuture trouxe outras fotos que mostram o aparelho em outros ângulos, com destaque para a estrutura metálica ao seu redor e a logo da Microsoft na parte superior.

Tchau, Microsoft

Enquanto a data de lançamento do celular não é revelada, muita gente se pergunta por que a Microsoft vai abrir mão da parceria com a Nokia. Mais do que apenas deixar a linha Lumia órfã — o que deve aproximá-la do Android, na verdade —, a dona do Windows vai passar a mexer em seu próprio terreno. A ideia é fortalecer a marca Surface, passando a produzir também smartphones, além de notebooks e tablets.

Lumia 650

Outro ponto importante nessa história é o histórico de vendas. Embora os Lumias com Windows Phone tenham conquistado uma boa fatia de mercado e arrebatado o coração de muitos fãs, as vendas nunca foram muito expressivas. Segundo o Business Insider, nos últimos três meses, a Nokia vendeu cerca de 4,5 milhões de aparelhos. Já a Apple vendeu 75 milhões de iPhones.

E a comparação se complica quando vemos o cenário total. Ao longo de toda a vida dos Lumias, a linha vendeu 110 milhões de dispositivos, de acordo com o analista de mercado Benedict Evans. Já smartphones iOS e Android somam mais de 4,5 bilhões de envios às lojas. Não são dados precisos, mas que servem como um belo indicativo do porquê a Microsoft quer se reinventar.

Via: Business Insider, WinFuture