TSMC promete chips de 10 nanômetros ainda em 2016, ficando à frente da Intel

Por Redação | 30.09.2016 às 16:32

Um dos grandes responsáveis por um possível fim da Lei de Moore, que guiou a evolução dos processadores da Intel por décadas, é a dificuldade em continuar diminuindo a litografia das CPUs. Há muito tempo se argumenta que o silício começa a perder suas propriedades em transistores tão pequenos, e essas as dificuldades não somente atrasaram o anúncio do Broadwell (5ª geração) como também alteraram o famoso "tick tock" da empresa, estendido para "tick tock tack".

Pois bem, parece que a TSMC (Taiwan Semiconductor Manufacturing Company) não está enfrentando esse problema, confirmando que os primeiros chips de 10 nanômetros chegarão ao mercado ainda este ano, enquanto a Intel planeja fazer o mesmo somente no segundo semestre de 2017. E mais: a empresa já planeja fazer experimentos com 7 nanômetros ainda em 2017, ainda que seja improvável que chips com essa litografia cheguem ainda no ano que vem, já que a TSMC classifica esse processo como "produção de risco".

processador A10 iPhone 7

Não somente o iPhone, aliás. Diversos fabricantes se beneficiarão da litografia menor.

Segundo a TSMC, os experimentos com chips de 3 nanômetros já iniciaram e contam com algo entre 300 e 400 engenheiros no projeto, e há um plano para que acadêmicos já comecem a pesquisar formas de diminuir a litografia para 2 nanômetros. Todo esse esforço conta com US$ 10 bilhões de investimento por parte da TSMC, que destaca que seu orçamento para pesquisa e desenvolvimento triplicou desde 2009.

Isso significa que o iPhone 8, já que a Apple é uma das principais clientes da TSMC, pode trazer um SoC Apple A11 fabricado em um processo de 10 nanômetros. Se os experimentos com os 7 nanômetros ocorrerem dentro do previsto, o Apple A12 poderia vir com essa litografia, o que oferece uma boa margem para a Apple desenhar seus novos chips com frequências maiores e mais núcleos, lembrando que o Apple A10 já conta com 4 núcleos, depois de anos trabalhando com chips dual-core (desde o iPhone 4S, mais precisamente).

Via Apple Insider