Teste de desempenho mostra o que pode ser o novo processador dos iPhones de 2018

Por Ares Saturno | 02 de Julho de 2018 às 16h36
divulgação

Começam os burburinhos em torno do cérebro da próxima geração de smartphones da Apple! Testes recentemente feitos pelo Geekbench possivelmente trazem as pontuações de um novo iPhone, a ser lançado até o final de 2018. Os resultados, segundo o que se comenta, podem trazer as especificações do iPhone 9 ou iPhone 11, segundo análise do Venture Beat.

O dispositivo testado na semana passada provavelmente se trata de uma novidade da Apple. Listado no Geekbench como iPhone 11,2, o aparelho testado está equipado com uma placa-mãe D321AP, enquanto o processador pode ser o que a Apple pretende lançar para o sucessor do iPhone X. Baseado em ARM, o processador testado traz características semelhantes às do A11 Bionic, usado nos iPhones de 2017. Quanto ao desempenho, o novo processador conseguiu velocidades 10% melhores que o utilizado no iPhone X, se analisarmos os núcleos individualmente. A respeito do conjunto dos cores, a melhora é um pouco mais sutil: apenas 5% a mais de rapidez.

Mas há alguns detalhes a se considerar: o nome utilizado, iPhone 11,2, assim como as semelhanças com o A11 Bionic, podem indicar que, ao invés de um novo carro-chefe da Apple, o teste feito pelo Geekbench na verdade se refira ao não oficial lançamento de um iPhone de 6,1 polegadas, que viria com tela de LCD e não OLED, como forma de baratear o produto para o consumidor final. Isso significaria que o teste fora feito com um aparelho executando uma variante do A11 Bionic, mas não com o próprio A12, esperado num sucessor do iPhone X. Vamos aguardar até setembro para ver o que a Apple nos reserva.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Fonte: iPhone Hacks, Venture Beat

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.