Smartphone futurista HubblePhone tem 4 telas, 2 CPUs e conectividade 5G

Por Eduardo Hayashi | 03 de Agosto de 2018 às 12h51

Se você está procurando por um smartphone com um conceito realmente inovador e fora dos padrões atuais, uma ótima indicação é o novo HubblePhone, que foi anunciado nesta semana pela Turing Space Industries (TSI).

Com a óbvia premissa de agradar aos usuários que gostam de produtos únicos a preços exorbitantes, o smartphone vem equipado com 4 telas, 2 SoCs, suporte a conexão móvel 5G e uma câmera principal com um sensor incrível de 60 MP. Sim, você não está lendo errado, pois todas essas características pertencem a um único dispositivo.

Se dois chipsets ainda não são suficientes para atender aos seus padrões de hardware, fique sabendo que a fabricante prometeu utilizar dois SoCs Snapdragon 855, chip integrado da próxima geração da Qualcomm que ainda sequer foi lançado. Além disso, também foi informado que a câmera terá capacidade de zoom óptico de até 15x.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

E se você está se perguntando como tudo isso vai afetar a autonomia do HubblePhone, pode ficar sossegado, pois ele também vem equipado com uma dupla de baterias: uma com 2.800 mAh de capacidade e outra com 3.300 mAh.

Outra característica muito interessante são as possibilidades de posicionamentos em que o dispositivo poderá ser utilizado, tudo isso graças à estrutura dobrável de dois eixos de movimentação, que permitem que o aparelho seja dobrado tanto como em modelos de celulares tipo "flip" quanto na vertical.

(Imagem: TSI)

Com previsão de lançamento para o mês de junho de 2020, a TSI informou que o HubblePhone será vendido a US$ 2.749, com disponibilização global estimada para dezembro de 2020.

Uma promessa duvidosa

Embora o anúncio do dispositivo em si seja muito promissor, as possibilidades deste projeto em desenvolvimento ser descartado ou alterado antes de seu lançamento são grandes. A possibilidade de tudo ir por água abaixo é ainda maior ao sabermos que a Turing Space Industries é uma companhia que se originou da falida Turing Robotics, que se destacou em 2016 com outro conceito de dispositivo futurista, o Turing Cadenza, que, por sua vez, nunca chegou a ver a luz do dia.

Fonte: SlashGear

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.