Smartphone flexível permite interagir com aplicativos quando dobrado

Por Redação | 17 de Fevereiro de 2016 às 14h14

Smartphones com telas curvas e flexíveis já não são mais novidades no mercado. No entanto, o ReFlex eleva a experiência de flexibilidade na tela a um outro patamar. Além de permitir que os usuários dobrem o smartphone, o dispositivo conta com interação com aplicativos, permitindo que os movimentos para dobrar o aparelho resultem em ações dentro dos apps.

"Quando um usuário joga Angry Birds no ReFlex, ele dobra a tela para esticar o estilingue. À medida que a borracha estica, o usuário experimenta vibrações que simulam as de um elástico de verdade esticando. Quando é liberada, a borracha estala, dando uma sacudidela no telefone e mandando o pássaro voando pela tela", explicou o professor da Universidade de Queens, Roel Vertegaal.

Outra experiência oferecida pelo ReFlex é a possibilidade de virar páginas de um ebook de maneira semelhante a uma revista tradicional impressa. Ao dobrar levemente o dispositivo, o ebook começa a ser folheado sem qualquer travamento e com a sensação da página estar se "movendo através dos seus dedos por meio de uma vibração do telefone". "Isso permite a navegação sem mexer os olhos, tornando mais fácil para os usuários manter o controle de onde eles estão em um documento", acrescentou Vertegaal.

ReFlex

O ReFlex ainda é um protótipo e encontra em fase de testes e adaptações. No entanto, ele já apresenta uma tela OLED flexível de 720p desenvolvida pela LG e sensível ao toque, Android 4.4, comunicação sem fios completa e todos os sensores ligados às flexibilidades e curvaturas. Estes sensores, de acordo com a equipe por trás do dispositivo, permite uma simulação altamente realista quando se interage com objetos virtuais. Isso é possível porque os sensores detectam a força com que o usuário flexiona o aparelho e enviam as informações para os aplicativos.

Outra característica interessante do ReFlex é que para conseguir dar a máxima flexibilidade ao aparelho, os desenvolvedores inseriram o hardware principal ao lado do dispositivo, em um pequeno bolso à direita. De acordo com Vertegaal, apesar do grande progresso no desenvolvimento do ReFlex, os smartphones flexíveis e dobráveis como ele deverão chegar às mãos dos consumidores daqui a pelo menos cinco anos.

Via Gadgets 360.

Fonte: http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=celular-flexivel&id=020150160217#.VsRSTFQrLIW

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.