Será que vale comprar o Galaxy Note 7R ou é melhor esperar o Note 8?

Por Redação | 19.06.2017 às 17:15 - atualizado em 25.07.2017 às 14:51
photo_camera Divulgação

O Samsung Galaxy Note 7, que ficou mundialmente famoso por ter causado uma série de explosões, está prestes a voltar para as lojas, mas desta vez em uma versão segura para os consumidores. Batizado como Galaxy Note 7R ou Note 7FE, o phablet virá com bateria menor e com as típicas características dos dispositivos robustos do ano passado.

Apesar de ter sido um dos grandes lançamentos de 2016, a verdade é que o aparelho já está desatualizado em relação às novas gerações. De acordo com vazamentos desta segunda-feira (19), o grandalhão terá suporte apenas para o Android 7.0 e design antigo. Isso significa que, mesmo custando mais barato, talvez valha a pena esperar a chegada do Galaxy Note 8, previsto para ser apresentado ao público ainda neste ano.

Segundo os especialistas, a Samsung não tem grandes motivos para atualizar o Note 7. Afinal, seu grande objetivo é conseguir reciclar os aparelhos estocados durante o recall mundial e recuperar, pelo menos em partes, o prejuízo causado por toda a falta de sucesso do aparelho.

Com características semelhantes ao Galaxy S8+, no entanto, a nova geração do phablet da Samsung deve ser equipada com tela de 6,3 polegadas com display infinito, câmera dupla na traseira e uma versão melhorada da S Pen. Além disso, a expectativa é de que o aparelho tenha processador Snapdragon 835 ou Exynos 8895, bateria de 3.700 mAh, 6GB de RAM e 128GB de armazenamento interno, tudo isso com suporte, ao que tudo indica, à mais recente atualização do Android.

Vale lembrar que a dica só faz sentido para quem for comprar o aparelho remanufaturado no exterior, uma vez que ele não será vendido no mercado brasileiro.

Fonte: BGR