Siga o @canaltech no instagram

Samsung quer renomear linha de smartphones a partir de 2020

Por Thaís Augusto | 25 de Fevereiro de 2019 às 16h00
Reprodução
Tudo sobre

Samsung

Saiba tudo sobre Samsung

Ver mais

A linha S10 da Samsung pode ter sido a última sob a bandeira Galaxy S. A empresa está considerando renomear suas futuras linhas de smartphones a partir do ano que vem.

Isso porque a fabricante acredita que as pessoas preferem nomes mais simples e sem muitos números. A nomenclatura Galaxy S existe desde 2009.

"A Samsung está ciente de que as pessoas podem não gostar dos nomes mais longos que virão com números de dois dígitos, se ficarmos com o sistema atual", disse um executivo da Samsung à agência de notícias Yonhap.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

A empresa já estaria pensando em novos esquemas de nomenclatura para seus futuros smartphones, mas nada foi decidido ainda. Os rumores apontam que a Samsung também estaria considerando uma nova nomenclatura para a linha Galaxy Note.

Não é a primeira vez que boatos sugerem que a Samsung criará outro nome para uma linha de celulares. No Mobile World Congress 2018, o chefe da divisão móvel da Samsung, DJ Koh, chegou a afirmar que a companhia estaria disposta a mudar para um novo esquema de nomes. O Galaxy S10, entretanto, manteve a nomenclatura de seu anterior.

Lançamentos

Na última semana, a Samsung apresentou ao mundo sua nova família de smartphones – os Galaxy S10, S10+, S10e e um S10 com 5G.

Dentre as novidades apresentadas, uma das mais interessantes é a introdução do recurso Wireless PowerShare, que permite usar os smartphones para carregar outros aparelhos que adotem o padrão Qi de carregamento sem fio, incluindo smartphones (até mesmo iPhones), smartwatches e fones de ouvido.

Ainda assim, a novidade mais aguardada foi o Galaxy Fold, o primeiro aparelho dobrável da fabricante sul-coreana. Quando aberto, o aparelho pode ser usado como um tablet de 7,3 polegadas e fechado torna-se um smartphone com duas telas (uma na frente e outra atrás).

Ele foi desenvolvido para executar um multitarefas de até 3 aplicativos ao mesmo tempo. É possível abrir um aplicativo em uma das telas e continuar visualizando-o na outra parte do display, independente de estar com o aparelho aberto ou fechado, com essa visualização acontecendo automaticamente.

Saiba mais:

Fonte: Sam Mobile

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.