iPhone 6s e 6s Plus: o que os analistas esperam ver na nova geração

Por Redação | 25 de Maio de 2015 às 16h41

Alguns meses após o sucesso dos iPhones 6 e 6 Plus, que quebraram recordes de vendas e lucro, começaram a surgir especulações acerca dos novos aparelhos que a Apple deve lançar neste ano. Caso a companhia siga sua tradição de renovar a linha de smartphones anualmente, os fãs fa Maçã podem esperar a próxima geração do iPhone para o segundo semestre.

Como também é de praxe por parte da Apple, a empresa não deixou vazar nenhuma informação sobre quaisquer possíveis projetos em que esteja trabalhando, mas isso não impediu os especuladores de começarem a imaginar como deverá ser o novo aparelho. Uma pesquisa feita pela Citi com analistas da área tem alguns palpites sobre o especulado iPhone 6s, como está sendo chamado o vindouro aparelho. Segundo o estudo, os fãs podem esperar:

- Dois aparelhos (de novo): o sucesso da Apple vendendo dois aparelhos similares em tamanhos diferentes deve motivar a companhia a repetir a estratégia para seu próximo lançamento.

- Tela melhorada: o fato de a Samsung estar notavelmente um passo à frente da Apple no quesito display, utilizando o moderno Gorilla Glass 4 nos Galaxies S6 e S6 Edge, enquanto os iPhones 6 e 6 Plus ficaram com o Gorilla Glass 3, deve ser mais do que motivo para a Maçã investir nesse ponto.

- Force Touch: este é um dos aspectos-chave do Apple Watch, e deve ser levado até a próxima geração de iPhones. O Force Touch é um sensor capaz de entender o quão forte o usuário está pressionando o display do aparelho e, assim, reagir de acordo. Com um toque mais leve, por exemplo, o sisema pode compreender que deve abrir um item, enquanto um toque mais forte abriria um menu. Além do smartwatch, essa tecnologia já está sendo aplicada também no trackpad do MacBook mais recente, e faria sentido esperá-la no próximo iPhone também.

- Especificações mais elevadas: essa é meio óbvia até, mas não deixa de ser verdade. A cada geração de seus aparelhos que se segue, a Apple melhora as especificações do iPhone, e os analistas da Citi preveem o mesmo para o futuro aparelho. Espera-se que o novo iPhone tenha no mínimo 2 GB de memória RAM, além de um novo processador, sendo o mais especulado o A9, chip este construído pela rival Samsung. Tais mudanças podem acelerar consideravelmente o desempenho do aparelho, chegando até 25% de diferença na velocidade de processamento, segundo os analistas.

- Nova câmera: enquanto os iPhone 6 e 6 Plus pararam nos 8 megapixels, para o novo smartphone esse número deve aumentar consideravelmente, e fala-se em 12 MP na câmera principal.

- Melhorias no corpo do aparelho: embora o chamado iPhone 6s não deva receber um novo design em si, é provável que a composição material do aparelho mude bastante em relação aos antecessores. Tais especulações nasceram principalmente do fato de o Apple Watch ser feito de alumínio 7000, "60% mais forte do que as ligas de alumínio padrão", segundo a empresa. A velha história dos iPhones que curvavam quando submetidos a alguma pressão no bolso dos usuários também pode ser um fantasma a ser expurgado pelo próximo iPhone.

iPhone 6 camera

Via Business Insider.

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.