Pré-venda do Galaxy S9 na Coreia do Sul estaria abaixo do esperado pela Samsung

Por Felipe Demartini | 01 de Março de 2018 às 11h14
photo_camera CNET
TUDO SOBRE

Galaxy S9

Não é novidade para ninguém que a Samsung tem altas expectativas para o Galaxy S9 – a ponto, até, de acreditar que o aparelho vai vender mais do que seu antecessor. Essa, entretanto, pode não ser a verdade, pelo menos na Coreia do Sul, onde a nova geração de smartphones da marca estaria tendo um desempenho abaixo do esperado pela fabricante.

Por lá, o dispositivo anunciado no último final de semana entrou em pré-venda nesta quarta-feira (28), mas, desde já, a procura estaria decepcionando a Samsung. O hype pela versão convencional do Galaxy S9, bem como por seu irmão maior, o S9+, estaria bem abaixo dos números exibidos no ano passado.

Pode parecer pouco tempo para uma constatação desse tipo, mas, para a empresa, as primeiras horas de disponibilidade contam bastante. A abertura das encomendas do novo aparelho foi feita com pompa em diversos territórios do mundo – inclusive na Coreia do Sul, casa da Samsung. As pré-vendas também indicam a expectativa dos consumidores pelo novo smartphone, uma vez que os primeiros a realizarem a compra também devem ser os primeiros a receber o produto.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

As informações não foram confirmadas pela Samsung, e carecem de números oficiais ainda não divulgados pela empresa. Entretanto, os relatos publicados pela imprensa sul-coreana citam o interesse dos usuários do país pelo novo aparelho – funcionários de operadoras, por exemplo, comentam sobre um fluxo grande de pessoas querendo conhecer as novidades ou perguntando sobre elas –, mas uma possível resistência a fazer a aposta com dinheiro.

São comentários que contrastam com as declarações feitas pela própria Samsung. Após o anúncio do aparelho no Mobile World Congress 2018, que acontece nesta semana na Espanha, DJ Koh, diretor do setor mobile da fabricante, afirmou que a resposta dos jornalistas e púbico foi bem acima do esperado, com a expectativa para a abertura das encomendas e lançamento estando bem alta.

Para muita gente, entretanto, os motivos para esse possível desinteresse soa óbvio: a falta de inovação. O foco do Samsung Galaxy S9 é melhorar as tecnologias e características de sucesso de seu antecessor, aumentando a imersão e incrementos em termos de software. Ele continua como um dos dispositivos mais poderosos do mercado, mas, por dentro e em recursos inéditos, mudou pouco em relação ao antecessor.

Esse, inclusive, foi o motivo citado por muitas das fontes sul-coreanas, que também falaram em uma recepção semelhante ao LG V30S ThinQ. Também fruto de uma grande aposta da fabricante, a versão repaginada do smartphone chamou a atenção no lançamento, mas esse movimento não tem se repetido em termos de vendas.

Por enquanto, porém, nada de informações oficiais. O lançamento do Samsung Galaxy S9 acontece no dia 16 de março em países como Estados Unidos, Reino Unido e outros, com a disponibilidade acontecendo em fases. O Brasil, por exemplo, pode receber o dispositivo ainda neste mês.

Fonte: SamMobile

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.