Por que o smartphone esquenta às vezes? E será que faz mal?

Por que o smartphone esquenta em algumas situações? Melhor ainda: será que é um problema? Afinal, não é incomum que ele esquente mesmo que não façamos nada, sendo uma dúvida comum de muitos usuários. E é isso que vamos entender neste artigo, começando pelo caso mais comum.

Jogos e apps pesados

O principal motivo para o smartphone esquentar é, naturalmente, utilizá-lo. No caso, a causa pode ser jogos um pouco mais exigentes e aplicativos mais sofisticados, já que é necessário exigir bastante do aparelho. A temperatura sobe quando o SoC, que inclui processador e chip gráfico, trabalha próximo do máximo da sua capacidade continuamente.

Isso não é uma falha do aparelho de forma alguma, vale destacar. Fabricantes projetam seus aparelhos para cenários comuns, como usar redes sociais e assistir a vídeos ocasionais. Nesses cenários não exige-se tanto do chip, diferentemente do que acontece com jogos mais pesados que exigem bastante durante longos períodos. E isso significa que o calor gerado é dissipado na própria estrutura do aparelho.

Alguns aparelhos são mais “eficientes” do que outros na dissipação de calor, em geral sendo capazes de suportar o calor extra sem grandes problemas. Quanto mais poderoso o chip, mais eficiente é a estrutura do modelo para dissipar o calor gerado por ele.

Em outras palavras, se você está usando uma aplicação que exige muito, como um jogo mais sofisticado, mapas ou aplicação de realidade virtual/aumentada, é normal que ele esquente. Mas este não é o único motivo possível.

Aplicações de fundo e condições externas

Outro caso bastante comum é ter vários aplicativos de fundo sendo executados de forma simultânea. Neste caso, mesmo que individualmente eles não exijam muito, a soma passa a ser significativa, além de consumir bateria extra. Basta fechar os apps que não estão em uso de tempos em tempos para minimizar este problema.

Alguns smartphones até desligam sozinhos para proteger os componentes!

Um caso semelhante é utilizar o aparelho em lugares mais quentes, já que ele esquenta tanto pelo chip interno quanto pelo calor externo. Ou quando está sob a luz do sol. Nesses casos, ele fica quente mesmo com a tela desligada, e pode chegar em temperaturas realmente preocupantes. Esses casos explicam por que o smartphone fica quente às vezes mesmo quando não os estamos utilizando.

E, claro, não podemos esquecer do aquecimento comum quando carregamos o aparelho, o que é ainda maior no caso dos carregadores rápidos. Alguns deles, aliás, fornecem picos de 40 watts de potência, o suficiente para alimentar um notebook. O smartphone esquenta bastante, mesmo, mas você não precisa se preocupar: o fabricante o projetou para funcionar desta forma dentro de padrões rígidos de segurança.

Mas é importante lembrar que durante o carregamento, o smartphone superaquece por pouco tempo, não fazendo mal. Isso nos leva à resposta do principal questionamento que fizemos no começo: esquentar às vezes não faz mal, mas é importante evitar o calor por longos períodos, o que não apenas prejudica a longevidade dos componentes, como também a autonomia de bateria.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.