Pixel 4 | Sem querer, Google eleva patamar do iPhone em programa de trocas

Por Felipe Ribeiro | 21 de Outubro de 2019 às 13h10
Tudo sobre

Google

Saiba tudo sobre Google

Ver mais

A Google, desde o lançamento de seus smartphones Pixel, estabeleceu um programa de trocas vantajoso, que mirava donos de seus próprios telefones para estimulá-los a comprarem os modelos novos. Além disso, havia a ideia de convencer usuários de modelos de outras marcas também, sempre com uma compensação financeira para abatimento no valor. Eis que, neste ano, a gigante das buscas, meio que sem querer, acabou por colocar os iPhones de geração passada com uma valoração maior do que seus próprios Pixel 3.

Se você possui um Pixel 3 XL de 128 GB, vendido originalmente por US$ 999, receberá US$ 295 como bonificação na compra de um Pixel 4 desde que esteja em boas condições de funcionamento e a tela não esteja rachada. Legal, né? Agora é que vem a bomba: a Google dará US$ 395 para quem tiver um iPhone X de dois anos atrás nas mesmas condições e até US$ 600 pelo iPhone XS Max.

Por mais que, de fato, os iPhones sejam mais potentes do que os Pixel de geração igual, a discrepância de valores e o modo como a Google age nesse sistema de trocas é, no mínimo, curiosa. Quando o Pixel 4 foi lançado, ele já estava com um processador defasado, o chip Snapdragon 855, presente em muitos aparelhos até inferiores, enquanto o iPhone 11 possui um processador A13, que não terá concorrência real até o próximo CPU da Qualcomm ser lançado em 2020.

Imagem: BGR

A atitude da Google em relação aos seus próprios dispositivos passa uma mensagem perturbadora: que seus telefones premium não podem e não retêm nenhum valor depois de um ano. Por isso, o ideal, mesmo com outros modelos e outras marcas, é esperar que os topos de linha Android caiam de preço meses após o lançamento. Vale mais a pena, em muitos casos.

Fonte: BGR

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.