Pesquisa indica que 40% dos internautas brasileiros já tiveram o celular roubado

Por Redação | 28 de Julho de 2017 às 11h46

Um dado alarmante sobre a violência no Brasil revela que 39,4% dos internautas brasileiros já tiveram um celular roubado ou furtado. O número faz parte de um estudo inédito divulgado pela Mobile Time e pela Opinion Box. Batizado de "Panorama de Roubo de Celulares no Brasil", o estudo foi realizado durante o mês de junho com 1.861 internautas brasileiros que acessam a internet e possuem smartphone.

Dentre os quase 40% que já tiveram a experiência de terem seus celulares levados, 28% já foram roubados ou furtados em duas ou mais ocasiões. A pesquisa mostra que este tipo de violência independe de classe social, visto que 40,2% dos entrevistados das classes A e B e 39,2% das classes C, D e E já tiveram seus aparelhos celulares tomados pelos bandidos.

Os usuários mais jovens são os mais afetados: 45,3% perderam seus smartphones e celulares para a criminalidade. Já entre os usuários mais velhos a incidência diminui, mas ainda é consideravelmente alta. Entre os entrevistados com 30 a 49 anos, 38,3% foram roubados ou furtados e perderam seus celulares; já entre os entrevistados com 50 anos ou mais, o percentual cai para 21,5%.

Um dos problemas, segundo o Panorama Mobile Time/Opinion Box, é que somente 51% dos entrevistados que sofreram com roubos e furtos de aparelhos celulares registraram boletim de ocorrência na última vez que o roubo aconteceu. Os coordenadores da pesquisa, porém, acreditam que o número de registros aumente com a penetração de seguros contra roubo no mercado, visto que as seguradoras exigem o boletim de ocorrência. Dentre as vítimas entrevistadas, somente 8,4% possuíam seguro contra roubo ou furto de celular quando tiveram seus aparelhos subtraídos pela última vez.

A pesquisa ainda levantou dados sobre quais são as ações dos usuários depois de perderem seus dispositivos. 54,5% afirmaram que bloquearam o chip e o aparelho; 24,3% realizaram o bloqueio apenas do chip; enquanto que 5,9% bloquearam apenas o aparelho. 23,4% das vítimas ainda tentaram rastrear o celular roubado.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.