Patente da Apple fortalece rumores de um futuro iPhone sem bordas

Por Redação | 19 de Maio de 2016 às 11h28

Já vimos por aí vários conceitos de design de iPhones sem bordas, com um display que se estende por toda parte frontal do aparelho. Um dos grandes problemas da Apple para conseguir utilizar esse tipo de design "edge-to-edge" é a presença do botão Home físico em conjunto com o sensor de biometria do Touch ID.

Apesar dessa limitação, outras empresas já conseguiram desenvolver sensores biométricos que podem ser incorporados à tela do aparelho e uma patente registrada pela Apple ainda em março do ano passado denunciava as intenções da companhia de fazer algo semelhante.

Aprovado nesta semana, o documento descreve três tecnologias diferentes que podem ser usadas para sensores de impressões digitais. Uma delas trabalharia com imagens ultrassônicas, o que não só permitiria que o leitor de digitais fosse incorporado ao display como também seria uma tecnologia mais precisa do que a do atual sensor capacitivo utilizado no Touch ID.

1

"A mais precisa, mas a menos comum utilizada na biometria, é a tecnologia de imagem ultrassônica. Nesse tipo de sensor, dois transdutores são colocados no eixo x e no eixo y de uma placa de vidro, de maneira a propagar as ondas ultrassônicas através do vidro; quando o dedo é colocado sobre o vidro, ele impede a propagação das ondas, o que permite a um dos transdutores medir a alteração no padrão das ondas", descreve a patente. Esse tipo de scanner biométrico ainda é muito novo, e ainda não foi testado apropriadamente. Mas os resultados iniciais mostram que o futuro dessa tecnologia deve ser mesmo promissor. Outra vantagem desse tipo de sensor sobre o utilizado atualmente é não acumular sujeira ou resíduos, já que ele seria incorporado ao vidro do display do aparelho.

A patente da Apple ainda descreve como o sensor de digitais poderia ser usado para verificar a autenticidade de dados. Uma aplicação específica seria na carteira de motorista, um exemplo interessante que já está sendo testado pelo governo britânico. A aplicação permite que as licenças digitais dos motoristas fiquem gravadas direto no aplicativo Apple Wallet.

Mesmo assim, a nova tecnologia não resolve todos os problemas da Apple e a empresa ainda tem de descobrir uma maneira de incluir a câmera frontal nesse tipo de design. Também é importante destacar que o registro de patentes não significa que veremos a aplicação do conceito já nos próximos produtos. A Apple já possui outras patentes com relação ao botâo Home e outras duas relacionadas ao Touch ID.

Via: 9to5 Mac e Patently Apple

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.