Moto X5 pode ser cancelado após nova onda de demissões na Motorola

Por Felipe Demartini | 12 de Março de 2018 às 10h10
TUDO SOBRE

Motorola

A semana começou ruim para os funcionários da Motorola em Chicago, nos EUA, onde está um dos maiores escritórios da fabricante de smartphones. O local é o mais recente atingido por uma onda de demissões que, de acordo com relatos preliminares, estaria afetando metade de sua força de trabalho, parte de um plano de reestruturação que vem sendo aplicado pela companhia desde o final do ano passado.

Em comunicado oficial, a empresa confirmou as dispensas, mas não falou em números, afirmando apenas que o movimento, ao contrário do que foi falado, não atinge metade de seus funcionários em Chicago. Além disso, a Motorola afirma que novas demissões devem ocorrer ao longo dos próximos trimestres, mas que, no total, menos de 2% de seus funcionários globais devem ser atingidos por elas.

De acordo com informações apuradas pela imprensa americana, mas ainda não confirmadas, 190 pessoas devem ser dispensadas, com o maior impacto acontecendo nas equipes responsáveis por acessórios e desenvolvimento de aparelhos da linha Moto Z. Quem também pode ter recebido o cartão vermelho nesta semana é o Moto X5, aparelho já vazado na internet, mas ainda não confirmado oficialmente pela empresa.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Como o produto já havia vazado, surgiu também informações extra-oficiais de que a Motorola estaria enxugando sua linha de smartphones para este ano. O objetivo é focar em modelos bem-sucedidos e nos anexos Snaps, com o aparelho de médio porte sendo deixado de lado. Uma reorganização de equipe interna também estaria acontecendo, com envolvidos no desenvolvimento do X5 sendo recolocados em times relacionados aos acessórios e à linha Z. Essa informação também não foi confirmada. 

No comunicado em que fala sobre as dispensas, a Motorola garantiu apenas que sua linha Moto Z deve manter seus planos de lançamento inalterados para 2018. No campo dos acessórios, entretanto, também haveriam mudanças, com a empresa investindo nos mais populares e reduzindo os esforços e frequência daqueles focados em nichos específicos, como o de games, por exemplo.

Caso a morte do Moto X5 seja real, a empresa segue com novos lançamentos de três linhas para este ano, baseadas em diferentes setores do mercado: o Moto E, entre o baixo e o médio porte; o Moto G, que faz a ponte entre os setores intermediários e de alto padrão; e, por fim, o Moto Z, fonte de ganhos para a companhia pois implica não apenas na venda de dispositivos de nível superior, mas também dos Snaps, que ampliam suas funcionalidades.

Sobre isso, entretanto, a Motorola não comentou. A empresa vem mantendo postura um tanto secreta quanto a seus esforços de reorganização e posicionamento para este ano, principalmente depois de um 2017 considerado modesto em vendas, mesmo com a companhia lançando mais de uma dezena de opções de aparelhos. A maioria, entretanto, falhou nas prateleiras, passando longe de entregar o desempenho esperado. Uma situação desse tipo costuma ter um enxugamento da linha como reflexo direto.

Faltam, entretanto, informações oficiais, que devem surgir, quem sabe, em relatórios liberados a investidores e analistas. A Motorola ainda se mantém relativamente calada sobre seus lançamentos para 2018, levando ao Mobile World Congress, por exemplo, uma série de novos Snaps, mas poucas novidades em termos de aparelhos inéditos.

Fonte: 9to5Google

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.