Mercado de smartphones tem leve crescimento no primeiro trimestre de 2018

Por Felipe Demartini | 29 de Maio de 2018 às 11h49
Tudo sobre

Xiaomi

Após uma bela queda no final do ano passado, o mercado global de smartphones voltou a apresentar crescimento no início de 2018. De acordo com dados do Gartner, as vendas de aparelhos em todo o mundo aumentaram 1,3% entre janeiro e março no comparativo ao mesmo período do ano passado. No total, foram 383,5 milhões de unidades comercializadas.

Os números mostram um grande sinal de recuperação, uma vez que, no último trimestre do ano passado, foi registrada uma queda de 6,3% nas vendas. O motivo para o retorno e a superação dos resultados de 2017 têm a ver com a chegada de novos equipamentos ao mercado, principalmente nos segmentos de topo de linha e intermediários, que levaram os usuários às lojas em um movimento de substituição de equipamentos que foi mais lento que os anteriores, mas ainda representam uma tendência de mercado.

A Samsung continua liderando o mercado, com 78,5 milhões de unidades vendidas no período, correspondendo a uma fatia de 20,5% do mercado. Entretanto, mais uma vez, houve queda no market share da empresa sul-coreana, que há um ano era de 20,8%.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

A Apple permanece na segunda colocação, com uma participação de 14,1%. O market share aumentou 0,4% no período, com 54 milhões de unidades dos diferentes tipos de iPhone tendo sido vendidas entre janeiro e março de 2018. Para a companhia, a expectativa é de pequenas reduções ao longo dos próximos meses, até a chegada de uma nova geração de aparelhos.

Quem tem mais motivos para comemorar, entretanto, é a Xiaomi. A companhia chinesa foi a que mais cresceu no período, mais do que dobrando seu market share ao longo do último ano. No primeiro trimestre de 2017, sua parcela do mercado era de 3,4%; agora é de 7,4%, com mais de 28,4 milhões de dispositivos vendidos entre janeiro e março de 2018.

Quando se olha a lista do Gartner, o quarto lugar no mercado global pode parecer ameaçado pela também chinesa OPPO, que tem 7,3% de participação no mercado. Entretanto, enquanto as conterrâneas crescem, a fabricante em questão está caindo, com redução de 0,9% nas vendas durante o período.

Entre as empresas de maior crescimento também está a Huawei, que apresentou aumento de 1,5% nas vendas. A companhia permanece na terceira colocação, bem atrás da Apple, mas, para muitos analistas, ela pode passar a constituir uma ameaça dentro de alguns trimestres devido à maior variedade de sua linha de smartphones e também a presença em países emergentes. Foram 40,4 milhões de smartphones da marca vendidos entre janeiro e março deste ano, constituindo um market share de 10,5%.

Android vs iOS

No campo dos sistemas operacionais, não teve para ninguém. O Android continua com domínio absoluto do mercado, com uma presença de 85,9%. Aqui, entretanto, houve queda de 0,2%, considerada sensível assim como o crescimento de 0,4% do iOS, que está em 14,1% dos smartphones vendidos no período.

Para o Gartner, o momento de preocupação pode ser deixado relativamente para trás. A ideia é que, no próximo trimestre, o mercado volte a apresentar um ligeiro crescimento, que não deve chegar a 1%, mas passará longe da grande queda vista no final de 2017. O setor passa longe da aceleração vista nos últimos anos, enquanto um movimento mais lento de substituição de aparelhos deve garantir estabilidade para o mercado.

A estratégia cada vez mais agressiva adotada por marcas chinesas, principalmente em mercados emergentes, deve servir para compensar a cada vez mais flagrante redução nas vendas dos topos de linha. Isso, mais do que manter o setor equilibrado, deve intensificar a briga pelo pódio entre Samsung, Apple e Huawei.

Fonte: Gartner

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.