Mercado brasileiro de smartphones registra queda de 13,4% em 2015

Por Redação | 14 de Março de 2016 às 18h32
photo_camera Divulgação

O mercado de smartphones no Brasil encerrou 2015 com uma queda considerável no número de vendas em relação ao ano de 2014. Isso é o que aponta o estudo IDC Brazil Mobile Phone Tracker Q4, realizado pela IDC Brasil. Segundo os dados divulgados, após cinco anos de altas consecutivas, o mercado de smartphones no país registrou queda de 13,4% na comparação com 2014. Em 2015, foram vendidos pouco mais de 47 milhões de celulares inteligentes entre janeiro e dezembro, contra 54.5 milhões de aparelhos vendidos em 2014. Já na categoria de feature phones, a queda foi de 74%, com 4,2 milhões de unidades vendidas.

"Foi um ano difícil para a economia e até o mercado de smartphones, que apresentava taxas de crescimento positivas nos anos anteriores, acabou impactado, principalmente por conta da alta do dólar. Mesmo com alguns fabricantes nacionais apostando no mercado de celulares, os insumos são importados e, ao longo do ano, foi necessário fazer de três a quatro repasses nos preços dos aparelhos", disse o analista de pesquisa da IDC Brasil, Leonardo Munin.

Mesmo com queda nas vendas, a receita apresentou um crescimento de 1,2%, na comparação com 2014. Isso foi possível devido a alta de 17% no ticket médio, que passou de R$ 750 para R$ 880 em 2015. "Os anos de 2013 e 2014 foram marcados pela popularização dos smartphones. Em 2015, houve uma mudança no comportamento dos consumidores, que passaram a investir em celulares mais caros. O aumento na receita foi influenciado por este novo comportamento dos usuários que buscam ter uma segunda experiência com o smartphone, optando por um aparelho mais robusto", revela o analista da IDC Brasil.

O ciclo de vida dos celulares também aumentou. Antes, era de um ano e meio e agora passou para cerca de dois anos. "Notamos que o consumidor está ficando mais tempo com um aparelho e preferindo, inclusive, fazer pequenos reparos. Isso acaba refletindo na venda de aparelhos novos", reforçou Munin. Reflexo disso está nas vendas registradas no quarto trimestre de 2015, que apresentaram queda de 32% na comparação com o ano anterior.

No ano de 2014, as vendas de smartphones no Brasil representaram 42% da fatia total na América Latina. No ano passado, houve uma queda de 8%, com o país representando 34% das vendas de aparelhos na região. Mundialmente, as venda no Brasil representava 4,4% em 2014 e, em 2015, passou para 3,4%. Para 2016, a IDC prevê uma retração de cerca de 13% no mercado de smartphones, com a venda aproximada de 41 milhões de aparelhos durante todo ano.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.