Mercado brasileiro de smartphones tem queda de 16% em maio

Por Redação | 02 de Julho de 2015 às 14h24

A crise econômica que afeta cada vez mais a vida dos brasileiros chegou também ao mercado de smartphones. De acordo com dados do IDC, os indícios de que uma queda estava prestes a acontecer – já que, em abril, houve uma singela redução de 1% nas vendas – se confirmaram em maio, quando o setor apresentou retração de 16%, com 3,89 milhões de celulares vendidos.

Nem mesmo o Dia das Mães ou dos Namorados, datas que normalmente esquentam o consumo, foram suficientes para mudar esse cenário. Como aponta o IDC, responsável pelo levantamento, os meses de abril e maio costumam ser fortes em termos de vendas, não apenas por causa das datas, mas eventuais quedas nos preços de lançamentos, com a temporada de vendas de fim de ano já bem distante. Mas não foi o que se viu no Brasil.

Segundo o estudo Mobile Phone Monthly Tracker, que analisa mensalmente os números dos mercados de smartphones, a alta do dólar deixou os aparelhos mais caros. Segundo a consultoria, alguns modelos ficaram de R$ 30 a R$ 60 mais caros nos últimos meses, enquanto os topos de linha tiveram incremento de até R$ 200 no valor. Isso, aliado à crise que vem freando o consumo e reduzindo a confiança no consumidor, contribuiu para uma queda que deve voltar a acontecer.

Enquanto isso, o varejo permanece com estoques lotados, enquanto as operadoras de telefonia reduzem os pedidos de novos produtos e as fabricantes realinham suas estruturas para se adequarem à queda na demanda. É uma situação, segundo o IDC, nunca antes vista no mercado móvel nacional.

Com tudo isso, a consultoria atualizou para baixo suas previsões para 2015. Inicialmente, ela acreditava que 63,4 milhões de aparelhos seriam vendidos até o fim do ano, mas agora, a expectativa é de 54 milhões de unidades. Para as operadoras, a alternativa é apostar nos clientes que possuem dispositivos há bastante tempo e podem estar pensando em trocá-los.

Além disso, o IDC indica o percentual de 45% dos brasileiros que ainda possuem celulares convencionais, os chamados feature phones. Aqui existe outro ponto que pode ser fundamental para manter as vendas, já que uma troca por smartphones e opções mais completas também pode ser incentivada para estes clientes.

Fonte: IDC

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.