Mercado brasileiro de celulares volta a crescer com aproximação da Black Friday

Por Redação | 18 de Novembro de 2016 às 23h53

As vendas de celulares no Brasil vão bem, e a aproximação da Black Friday justifica um aumento repentino. Por aqui, o mercado movimentou 12,6 milhões de dispositivos no terceiro trimestre, uma alta de 7,2% em comparação ao mesmo período do ano passado, revela a IDC Brasil em seu recente estudo IDC Brazil Mobile Phone Tracker Q3.

Entre os meses de julho e setembro foram vendidos 12.556 milhões de dispositivos no país, sendo 11.136 milhões smartphones e 1.419 milhão feature phones (aparelhos convencionais, sem sistema operacional). Este número é 7.2% maior do que o apresentado no mesmo período de 2015 e 4.2% maior na comparação com o segundo trimestre de 2016. Do total de aparelhos vendidos, 4.5% têm sistema operacional iOS e 95.5% Android.

As receitas com as vendas de celulares no período somaram R$ 10,9 bilhões, sendo que no segundo trimestre, a alta foi de 4,2%. Há cinco semestres o mercado não via um aumento nas vendas destes dispositivos.

Assista Agora: Nunca mais contrate funcionários para sua empresa! Comece o ano em uma realidade completamente diferente!

Segundo a IDC, chegada da Black Friday aqueceu o mercado, já que a data atrai vários consumidores devido aos descontos em diversos tipos de produtos. Os eletrônicos estão entre os mais procurados. "Os varejistas anteciparam compras e abasteceram os estoques para a Black Friday, enquanto os fabricantes enxugaram os portfólios para atender à demanda com preços mais competitivos", explica Diego Silva, analista da IDC Brasil.

A previsão agora é que, após a alta, ocorra uma queda maior neste ano em relação a 2015, quando 47 milhões de unidades foram comercializadas. Para os últimos meses de 2016, a IDC prevê um mercado ainda aquecido. “Nossa expectativa para 2016 era de que o mercado atingisse 40,3 milhões de unidades vendidas. Porém, já estamos revendo estes números e esperamos uma queda um pouco menor em relação ao ano de 2015, quando foram comercializados 47 milhões de aparelhos”, finaliza Silva.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.