Linha iPhone 13 tem baixa desvalorização em comparação com seus antecessores

Linha iPhone 13 tem baixa desvalorização em comparação com seus antecessores

Por Vinícius Moschen | Editado por Wallace Moté | 23 de Novembro de 2021 às 10h40
Ivo Meneghel Jr/ Canaltech

Por causa da crise de componentes que afeta fabricantes de diversos tipos de produtos por todo o planeta, a linha iPhone 13 está apresentando os menores níveis de desvalorização entre celulares já lançados pela Apple — que já são conhecidos historicamente por perderem menos valor em comparação com dispositivos Android.

O período registrado para análise ainda é relativamente curto, já que os quatro modelos foram apresentados há dois meses. Mesmo assim, os dados já recebidos indicam uma tendência de desvalorização cerca de 50% mais baixa em comparação com o iPhone 12, e 25,5% menor que outras linhas anteriores. Esse fenômeno é causado principalmente pela dificuldade de compra dos modelos novos, que em determinados mercados podem demorar várias semanas até serem entregues para o consumidor quando a aquisição é feita por meio do site oficial da Apple.

Desvalorização da linha iPhone 13 fica entre 200 e 400 dólares após dois meses, dependendo do modelo (Imagem: SellCell)

Por isso, é possível encontrar unidades usadas de aparelhos da linha iPhone 13 por cerca de 400 dólares (cerca de R$ 2.252 em conversão direta) a menos em comparação com o preço cobrado na data de lançamento, em uma redução que varia entre 17% e 30%, dependendo do modelo escolhido — para efeito de comparação, as séries iPhone 11 e iPhone 12 tiveram diminuições de aproximadamente 600 dólares (R$ 3.378) em um período temporal similar.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Além disso, os modelos mais caros ainda registraram um aumento de preço entre o primeiro e o segundo mês após o lançamento, em um movimento também causado pela escassez de chips. No período entre outubro e novembro, o iPhone 13 Pro Max de 1 TB recuperou 1,4% de seu valor, enquanto a variante de 512 GB cresceu 1,7% e a de 128 GB teve o preço acrescentado em 1,8%. A versão de 256 GB manteve valores similares, com uma perda constante de 18,6% registrada no primeiro mês.

Curva de desvalorização da linha iPhone 13 é menos brusca após o primeiro mês (Imagem: SellCell)

Em relação ao iPhone 13 Mini, o mais barato da linha, somente a variante de 512 GB teve o preço aumentado em 4%, enquanto as versões de 256 GB e 128 GB perderam mais 7,5% e 5% em relação ao fim do primeiro mês, respectivamente.

No geral, a notícia deverá ser bem recebida pelos executivos da Apple, já que representa uma manutenção mais efetiva no valor de seus produtos. Porém, o fenômeno não deverá se manter para as próximas gerações do smartphone, já que a expectativa de melhoria em relação à crise dos componentes fará com que a Maçã consiga suprir a demanda pelos iPhones a um ritmo mais natural, e parecida com o panorama percebido antes da pandemia de covid-19.

Fonte: SellCell

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.