Kodak lança o Ektra, seu smartphone Android que mais parece uma analógica

Por Sérgio Oliveira | 20 de Outubro de 2016 às 07h07

Quem lembra do ritual que era fazer fotografias e revelá-las há uns 15 anos? Com o advento dos smartphones, aquele processo todo de rebobinar o filme fotográfico, levar ele a uma loja especializada e esperar algumas horas até que todas as "poses" fossem reveladas ficou para trás. Mais do que isso, marcas renomadas sumiram do mercado e a Kodak, sinônimo de boas fotografias, chegou até mesmo a decretar falência.

Bem, os problemas foram superados e, nesta quinta-feira (20), a icônica companhia anunciou seu retorno ao mercado - desta vez com um smartphone. Estamos falando do Kodak Ektra, um Android com visual retrô que nos faz lembrar a clássica câmera fotográfica homônima lançada em 1941.

A construção e o design do Ektra nos remete à máquina fotográfica homônima lançada pela Kodak em 1941

Com display de 5 polegadas e 1920 x 1080 pixels de resolução, o aparelho é um intermediário focado justamente naquilo que a Kodak sempre soube fazer muito bem: fotografias. O Ektra vem com uma câmera principal de 21 megapixels equipada com o sensor IMX230, da Sony, e estabilizador óptico de imagem, sendo capaz também de capturar vídeos em 4K. Na parte frontal, uma respeitosa lente capaz de capturar imagens de até 13 megapixels dá conta de fazer boas selfies.

Saindo um pouco das especificações da câmera, o Ektra vem equipado com o chip Helio X20, da MediaTek, e conta com 3 GB de memória RAM e 32 GB de armazenamento interno (expansíveis via cartão microSD). A bateria tem capacidade de 3.000 mAh. São configurações intermediárias, mas mais que suficientes para quem está procurando por um dispositivo que faz mais as vezes de câmera fotográfica do que de telefone celular.

De frente, o Ektra parece com a maioria dos aparelhos Android atualmente disponíveis no mercado

De frente, o Ektra parece com a maioria dos aparelhos Android atualmente disponíveis no mercado (Reprodução: The Verge)

Mesmo assim, a Kodak diz que seu objetivo não é competir com aparelhos como o iPhone 7 nem com o Google Pixel em qualidade de imagem. Ao invés disso, a aposta é mesmo na experiência vintage, no estilo de vida e na simplicidade de sair por aí carregando um smartphone que passa a sensação de estarmos manuseando uma analógica.

O diferencial mesmo é a parte traseira: a câmera protuberante e a textura empregada pela Kodak passam a sensação de estarmos lidando com uma analógica. Acessórios, como os cases lançados pela empresa, ampliam a experiência vintage

O diferencial mesmo é a parte traseira: a câmera protuberante e a textura empregada pela Kodak passam a sensação de estarmos lidando com uma analógica. Acessórios, como os cases lançados pela empresa, ampliam a experiência vintage (Reprodução / The Verge)

O Kodak Ektra chegará às lojas do Reino Unido em dezembro deste ano custando £ 450, o equivalente a R$ 1.752 (sem os impostos). Caso a receptividade seja boa, a Kodak pretende lançá-lo em outros mercados no primeiro trimestre de 2017.

Via The Verge

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.