iPhone X pode ter produção interrompida devido ao baixo interesse do público

Por Redação | 22 de Janeiro de 2018 às 12h15
photo_camera Reprodução
TUDO SOBRE

iPhone X

Novos relatos oriundos da China indicam que a Apple pode estar considerando interromper a fabricação do iPhone X a partir do final deste ano devido à baixa demanda pela versão premium do aparelho. Pelo menos é isso o que aponta o analista Ming-Chi Kuo, da KGI Securities, uma consultoria de mercado que é reconhecida por antecipar informações sobre a Maçã.

De acordo com os relatos publicados pela empresa, o principal responsável pela mudança de direcionamento seria o território chinês, onde o iPhone X estaria apresentando uma procura muito abaixo da esperada. As cenas de esgotamentos e listas de espera, vistas no lançamento original do smartphone na Europa e Estados Unidos, não teriam se repetido por lá, um dos principais mercados atuais para a Apple, bem como em outras regiões onde o produto chegou semanas ou meses depois, após o esfriamento das expectativas dos usuários.

Entretanto, não é como se uma rejeição existisse. Pelo contrário, as pessoas ainda estariam buscando o aparelho, mas dando preferência ao iPhone 8 e modelos mais antigos devido ao design reconhecível e também o preço mais baixo. O bloco preto na parte superior da tela, bem como a ausência de um botão físico, estaria sendo citado por compradores como os motivos pela preferência de versões anteriores do produto.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Vem daí a ideia de que a Apple, então, estaria pensando em voltar atrás e não lançar uma nova versão do iPhone X em 2018. Com a linha de novos modelos, que deve chegar às lojas no final deste ano, a companhia não apenas incorporaria as inovações do aparelho premium em sua linha tradicional, mas também interromperia a fabricação do dispositivo, com apenas as unidades em estoque permanecendo à disposição dos clientes até serem vendidas.

Os relatos ainda apontam para a chegada de três variantes do iPhone em 2018, de forma a atender a todos os segmentos de público. As duas últimas contariam com displays OLED, a serem fornecidos pela LG e Samsung, enquanto a primeira seria a opção mais barata, que viria para substituir o modelo SE, mas, desta vez, com o design atual da linha.

Seria uma forma de unificar a produção dos dispositivos. A versão inferior aproveitaria a infraestrutura existente, enquanto as com tela maior criariam um novo formato a ser seguido pelos próximos anos. É o contrário do que aconteceu com o iPhone X, que exigiu um trabalho dedicado e que, de acordo com rumores, levou a problemas de implementação e teria resultado no alto preço cobrado no lançamento.

Apesar das informações negativas, a KGI Securities espera um aumento de 5% nas vendas dos iPhones na primeira metade de 2018 – um número positivo, sim, mas abaixo do que normalmente é atingido quando o assunto é a Maçã. A companhia ainda não falou sobre seus totais de vendas nem sobre os rumores de mudanças, mantendo o tradicional silêncio com relação a questões desse tipo.

Fonte: TechTimes

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.