iPhone pega fogo durante voo para o Havaí

Por Redação | 21 de Março de 2016 às 13h18

Um voo da Alaska Air que saia de Washington, nos Estados Unidos, com destino ao Havaí enfrentou uma ocorrência preocupante na última quinta-feira (17). Uma passageira alega que seu iPhone 6 começou a pegar fogo repentinamente.

"Quando [o fogo] começou, pensei que iríamos cair", disse Anna Crail, dona do smartphone. De acordo com os relatos, as chamas que saíam do aparelho atingiram cerca de 20 centímetros. O avião, que transportava 163 passageiros na hora do incidente, estava sobrevoando o Oceano Pacífico, a 90 minutos do seu destino final, quando o fogo começou.

A Alaska Air disse que seus tripulantes são treinados para este tipo de situação e o fogo foi rapidamente apagado. John Nance, especialista em aviação, disse que, embora a maioria das companhias aéreas proíba o transporte aéreo de hoverboards devido ao seu histórico de casos de incêndio, elas não demonstram a mesma preocupação com telefones celulares.

iPhone queimado

iPhone que pegou fogo dentro de avião ficou detonado (Imagem: Reprodução / KOMO News)

"Primeiramente, [a combustão de um aparelho] teria que ocorrer em uma base diária para que [sua proibição] fosse tolerada pelo público. Os iPhones são [pertences] quase universais de você próprio ou das pessoas ao lado, então isso não é algo que não vai ser descoberto até que seja um problema", explicou John.

Este não é, nem de longe, o primeiro caso envolvendo incêndios e smartphones. Em 2014, por exemplo, um iPhone 5 pegou fogo e forçou a evacuação de um avião que estava prestes a decolar de Israel. De acordo com os relatos, ele também começou a entrar em combustão espontaneamente. Em 2012, um iPhone 4 pegou fogo dentro do bolso do usuário. Já no início deste ano, um iPhone 6 Plus também pegou fogo enquanto estava na tomada de uma casa nos Estados Unidos.

Outro caso bem recente envolve um vídeo postado no YouTube na semana passada. As imagens são fortes e mostram um homem pegando fogo no Paquistão. A suspeita é de que a bateria do seu celular tenha causado o incidente. A vítima correu pelas ruas com o corpo em chamas, enquanto as pessoas assustadas gritavam, mas o fogo só foi apagado após alguém jogar um balde de água.

Com informações do CNET e Ubergizmo

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.