iPhone 8 pode atrasar por problemas com fornecedores

Por Redação | 05 de Abril de 2017 às 09h59

Apesar de toda a expectativa em torno do iPhone 8 — ou seja lá como for se chamar o novo smartphone da Apple —, pode ser que os fãs da marca tenham que esperar um pouco mais para conferir a novidade. Segundo um novo rumor que surgiu nesta quarta-feira (05), problemas envolvendo fornecedores podem obrigar a Apple a adiar o lançamento de sua nova geração de dispositivos possivelmente para outubro ou novembro, estendo ainda mais a espera de quem ansiava pela resposta da Maçã aos avanços da Samsung.

Ao longo dos últimos anos, nos acostumamos a ver o smartphone chegando às lojas em setembro, mas isso pode mudar em 2017. De acordo com o jornal chinês Economic Daily News, o problema é que alguns dos fornecedores da Apple estão tendo dificuldades com o iPhone 8 por causa das novidades envolvidas em seu processo de fabricação. Como ele teoricamente utilizaria uma nova tecnologia de tela baseada em OLED, as fábricas precisariam realizar um processo de laminação diferenciado, principalmente para se integrar ao sistema de sensor tridimensional da câmera frontal.

Nova tela seria a causa do suposto atraso do iPhone 8, diz jornal

É algo tão complicado que até quem trabalha com isso está tendo dificuldades de lidar com a tecnologia na prática. Por isso, o que se especula é que a Apple faça lançamentos separados, ou seja, anunciaria tanto o iPhone 7s e 7s Plus quanto o iPhone 8 na mesma data, mas com lançamentos diferentes. Assim, a geração 7s chegaria às lojas dentro do cronograma original, em setembro, e o modelo mais robusto um pouco mais tarde. Além disso, vale lembrar que alguns analistas apontam para a existência de uma quarta versão do smartphone sendo apresentada em comemoração aos seus 10 anos de existência.

Apesar de toda essa confusão com datas, a verdade é que os rumores parecem ecoar outras informações que vimos anteriormente. No início desta semana, por exemplo, um boato surgiu informando que Apple teria encomendado nada menos do que 70 milhões de painéis OLED para a Samsung, o que apenas reforça a história mais recente. Levando em conta que a fabricante sul-coreana teria capacidade de entregar 95 milhões de telas neste ano, parece que não é ela a fonte dos problemas da Apple.

Ainda assim, muitos analistas de mercado já estão em alerta em relação a tudo isso. Eles dizem que vão analisar os pedidos da Maçã junto a seus fornecedores para fazer uma estimativa de como está a produção desses misteriosos smartphones. Afinal, mais do que simplesmente saber se eles estarão prontos em setembro ou outubro, a verdadeira preocupação é se os componentes serão suficientes para atender à demanda — uma falha que já aconteceu no passado.

De qualquer forma, as expectativas em torno do iPhone 8 são enormes. Além dessa tela OLED que ocuparia toda a parte frontal do aparelho, acredita-se que o smartphone vai trazer carregador wireless e dispensar o clássico botão Home, além de adicionar um sistema de reconhecimento facial ou de leitura de íris, como já acontece com o Galaxy S8.

Via: Macrumors

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.