iPhone 7 bate recorde em teste de capacidade técnica

Por Redação | 12.09.2016 às 14:34 - atualizado em 12.09.2016 às 14:48

Muita gente questionou, com razão, a ausência de grandes novidades no lançamento dos novos iPhones. Tirando o fato de a versão Pro vir equipada com duas câmeras traseiras, os smartphones da Maçã não trouxeram nada de realmente inovador para o público, algo até certo ponto esperado — ao que tudo indica, as grandes novidades serão reservadas para o aprelho lançado em 2017, quando o iPhone completa 10 anos de existência.

Enfim, se faltaram grandes novidades, o desempenho do novo iPhone não deve deixar ninguém frustrado. Prova disso é que um dos mais conceituados testes de benchmark do mundo, o AnTuTu, indica que o iPhone 7 é altamente poderoso, provavelmente o smartphone mais potente já feito até hoje. Estes testes servem para justamente verificar a capacidade técnica de um gadget e mostram que a Apple fez um bom trabalho com seu mais recente lançamento.

Ao todo, o iPhone 7 alcançou a incrível pontuação de 178.397 pontos, valor cerca de um terço a mais do que aquele registrado pelo iPhone 6s, o seu antecessor. Quando comparado com os aparelhos Android, o novo iPhone também não deixou barato e apresentou desempenho 27% superior ao melhor desempenho alcançado até então — do OnePlus 3, com 140.288 pontos.

iPhone 7 AnTuTu

iPhone 7 estabeleceu um novo recorde no AnTuTu. (Foto: Reprodução/Weibo)

Se a comparação for feita com um de seus principais rivais, o Samsung Galaxy S7 Edge, a vantagem do novo iPhone é ainda maior — o aparelho da Samsung registrou 134.599 pontos. Outro concorrente de peso facilmente ultrapassado pelo novo smartphone da Apple é o Galaxy Note7, cujas unidades vendidas estão sendo substituídas pela fabricante por questões de segurança e registrou “apenas” 134.660 pontos no AnTuTu.

O iPhone 7 é equipado com o novo chipset A10 Fusion, desenvolvido pela Apple, e traz ainda 2 GB de memória RAM para fazer tudo fluir bem durante o uso. Parece que as rivais da empresa de Cupertino terão um longo caminho pela frente para apresentar alternativas mais potentes ao aparelho que começa a ser vendido amanhã.

Via AnTuTuPingce (em chinês)