iPhone 6s: usuários relatam desligamentos e problemas no Touch ID

Por Redação | 01.10.2015 às 13:30

Mais problemas e inconveniências estão chegando para a já tradicional lista de falhas de sistema e hardware que acometem o iPhone a cada lançamento. Após reclamações de superaquecimento que chegaram a surgir horas depois da chegada dos smartphones às lojas, usuários agora relatam problemas com as interfaces 3D Touch e Touch ID, além de desligamentos aleatórios do aparelho e mal funcionamento das caixas de som.

O último parece ser o problema mais incômodo, e também o que acontece com, aparentemente, maior frequência. De acordo com o relato dos early adopters, tanto o iPhone 6s quanto a versão Plus vêm apresentando desligamentos randômicos, que acontecem sem causa aparente, estando o dispositivo em uso ou em stand by. A falha não parece ter relação com aplicativos ou configurações e acontece mesmo quando ainda há carga na bateria.

Já os problemas de superaquecimento parecem ter se estendido agora também ao Touch ID. Muita gente tem relatado sensores “extremamente quentes” quanto tocados, com o design interno do aparelho, aparentemente, levando o calor das partes internas para aquele local. Desligar e ligar o iPhone parece resolver o problema, mas apenas momentaneamente, já que ele retorna com a utilização ou simplesmente de forma aleatória.

Falhas sem causa aparente também estariam afetando a interface 3D Touch, que permite ao aparelho reconhecer toques com diferentes pressões e duração, de forma a gerar usabilidade diferente. As novidades parecem funcionar bem, mas muitas vezes, toques comuns e tradicionais, como os que usamos há anos, parecem não ser reconhecidos, principalmente quando se tenta clicar em um link no Safari ou em opções pequenas de alguns aplicativos. Mais uma vez, desligar e ligar o dispositivo parece resolver a questão.

Os fanáticos por áudio também vêm relatando distorções e queda na qualidade da reprodução de som pelos alto-falantes do iPhone 6s e 6s Plus. As ocorrências são de sons de notificação “super altos”, chamadas telefônicas que são reproduzidas pelas caixas em vez do speaker no ouvido do usuário e problemas de gerenciamento de volume, com os botões não respondendo ou não mantendo as configurações deixadas pelo usuário.

A nova montanha de problemas se une a alguns que já vinham causando certa dor de cabeça, como a impossibilidade de acessar a câmera – com o dispositivo, inclusive, afirmando estar quente demais e que precisa esfriar – e temperaturas altas no corpo do aparelho, indicando falhas na dissipação ou uma insuficiência de recursos desse tipo.

Os relatos trazem ainda mais força aos boatos que já existiam desde antes do lançamento do iPhone 6s e davam conta que os aparelhos, apesar do design semelhante aos antecessores, seriam muito mais quentes devido à melhoria de performance. Esse aspecto, em longo prazo, pode não apenas reduzir a vida útil do aparelho como também causar o efeito contrário – dispositivos muito quentes tendem a funcionar mais lentamente para que não torrem e, sendo assim, uma das principais novidades da geração 6s acaba perdendo todo o seu sentido.

Por enquanto, a Apple não se pronunciou sobre o assunto e muitos usuários acreditam que a esmagadora maioria das falhas poderiam ser resolvidas com uma atualização no iOS. Na última semana, a Maçã liberou a versão 9.0.1 do sistema operacional já com foco na correção de falhas, mas parece que muitos dos problemas não apenas continuam, como estão ganhando novos amiguinhos.

Normalmente, a abordagem adotada pela Maçã se resume mesmo à atualização de software, além de pedidos que os usuários afetados por problemas levem os aparelhos defeituosos a uma loja oficial para troca. Essa, provavelmente, será a maneira adotada pela companhia também desta vez para, pelo menos, minimizar o efeito das falhas sobre os clientes.

Fonte: 9to5 Mac