Início das vendas do iPhone 8 deve atrasar e aparelho pode não ter a cor branca

Por Redação | 27.07.2017 às 10:07

Um novo rumor aponta que o iPhone 8 não deverá começar a ser vendido juntamente com o iPhone 7s e 7s Plus. De acordo com um relatório de um site de notícias do Japão, existe a possibilidade de a Apple começar a vender o smartphone durante a primeira metade do seu primeiro trimestre fiscal de 2018. Isso significa que ele deve começar a chegar às lojas entre o final de outubro e o início de novembro.

Alguns rumores já apontavam que o iPhone 8 seria lançado depois dos iPhone 7s e 7s Plus devido a problemas de fornecimento, especialmente relacionados à tela OLED. A Samsung é a fornecedora deste componente e, ainda que a empresa seja acostumada a grandes pedidos, claramente está enfrentando dificuldades para atender a grande demanda da Apple.

Algumas semanas atrás, o analista de mercado Rod Hall, da JP Morgan, havia afirmado que o iPhone 8 não atrasaria e que seria apresentado juntamente com os outros dois novos modelos. Segundo ele, a empresa enfrenta, sim, problemas de atrasos na linha de produção, mas isso faria apenas com que o estoque inicial do dispositivo fosse reduzido. "Não acreditamos que a agenda de produção da Apple ainda esteja mudando, sendo que os relatos mais recentes sobre atrasos estariam apenas reverberando decisões que a Apple fez durante a primavera", explicou.

O relatório japonês ainda afirma que o iPhone 8 não estará disponível na cor branca, ficando limitado a apenas quatro cores. A Apple disponibiliza a cor branca em seus iPhones desde a versão 3G, lançada em 2008. Dentre as cores que devem ser apresentadas para o iPhone 8 está um modelo com acabamento espelhado e que pode ser similar ao Jet Black já presente no iPhone 7.

Por fim, o referido site diz que o Touch ID agora ficará posicionado na parte lateral do dispositivo, em conjunto com o botão de energia, seguindo o mesmo design de alguns dos smartphones da linha Xperia da Sony. Inicialmente, muitos imaginaram que o sensor seria incorporado à tela ou mesmo na parte traseira do aparelho. Um outro rumor que continua forte, porém, é a possibilidade de a Apple disponibilizar um sensor de reconhecimento facial, abrindo assim da tradicional biometria digital.

Fonte: Macotakara