iPhone é mais vulnerável do que o Android, BlackBerry e Windows Phone juntos

Por Redação | 09 de Abril de 2013 às 16h58

Um estudo conduzido pela SourceFire chamou a atenção dos usuários de dispositivos móveis para o fato de o iPhone apresentar mais vulnerabilidades de segurança do que o Android, BlackBerry e Windows Phone juntos.

Batizado de '25 anos de Vulnerabilidades', o estudo analisou as Common Vulnerabilities and Exposures (CVE), ou 'Vulnerabilidades e Exposições Comuns', descobertas em softwares desde 1988. Os dados mostraram que o smartphone da Apple possui 210 vulnerabilidades, o que dá à Maçã 81% da quota de vulnerabilidades no setor de telefonia móvel.

O engenheiro sênior da SourceFire e autor do relatório, Yves Younan, disse à ZDNet que os resultados foram surpreendentes, especialmente pelo fato de a Apple estar constantemente liberando correções de segurança a cada atualização de sistema.

De acordo com o executivo, o fato de o iPhone ser muito popular entre os consumidores faz com que os cibercriminosos procurem brechas no sistema operacional. Por outro lado, eles veem menos razões para procurar vulnerabilidades nos dispositivos Android, isso porque se trata de um sistema aberto, onde é possível criar aplicativos maliciosos e colocá-los facilmente para download dos usuários.

O controle rigoroso da Apple em relação aos aplicativos publicados em sua loja dificulta esse tipo de armazenamento de apps maliciosos no sistema iOS, e é exatamente por isso que os criminosos se dedicam a encontrar brechas no sistema do software mobile da Apple para tentar infectar seus usuários.

Entre as quatro plataformas analisadas no estudo, a que apresentou uma menor quantidade de condições de risco foi a BlackBerry, com apenas 11 vulnerabilidades conhecidas, enquanto o Windows Phone apresentou 14 delas, o Android 24 e o iPhone 210.

Vulnerabilidade em smartphones

Imagem: SourceFire

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.